Debate: Grécia, a revolta que nunca aconteceu

riots

Foto de JAMES NACHTWEY, em outro sítio qualquer (Look 3). JN é um dos maiores fotógrafos actuais, na esteira de um Robert Kapa, autor de o mítico livro de fotografia “O inferno”.

Dos primeiros-ministros europeus ao mais anónimos militantes e activistas, os acontecimentos ocorridos na Grécia em início de Dezembro de 2008, e cuja irresolução parece prolongar-se nestes primeiros dias de 2009, mereceram atenção generalizada e têm sido pretexto para vários debates. Estes debates, entre outros pontos, tocam as seguintes questões: a motivação dos revoltados e a diversidade de grupos envolvidos nos protestos; a hipótese de um novo ciclo de lutas, caracterizadas por novas práticas, novos protagonistas e novas ideias, estendendo-se de Los Angeles a Atenas, passando por Seattle, Génova e Paris; a relação entre a polícia, a violência, a política e os movimentos; o renascimento de uma cultura política libertária; a posição das diferentes esquerdas políticas ante os acontecimentos; etc.

Para discutir estas e outras questões relativas à revolta na Grécia, convidamos todos os interessados a aparecerem na Livraria Pó dos Livros, no dia 13 de Janeiro, terça-feira, às 18h30. O debate é organizado pela unipop, que, para o efeito, convidou – e eles aceitaram – o Daniel Oliveira, o Nuno Ramos de Almeida, o Ricardo Noronha e o Rui Tavares.

A Livraria Pó dos Livros fica na Av. Marquês de Tomar, n.º 89.

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 Responses to Debate: Grécia, a revolta que nunca aconteceu

Os comentários estão fechados.