«Zeitgeist», o filme


«Zeitgeist» é um documentário de 2007, realizado por Peter Joseph, sem fins lucrativos, que põe em causa uma série de factos relativos ao Cristianismo. Seria Jesus um ser de uma espécie diferente, um astrológico? Seria o Cristianismo uma religião pagã directamente proveniente da antiga religião egípcia? O Cristianismo é «a maior história alguma vez contada».
Na segunda parte, é abordado o 11 de Setembro, sugerindo-se que o Governo dos Estado Unidos tinha conhecimento exacto do que ia acontecer e que controlou ao pormenor os acontecimentos daquele dia. De resto, referem-se as ligações entre a família Bush e a família Bin Laden, parceiros comerciais de longa data. «O mundo inteiro é um palco».
Na terceira parte, o tema é o sistema bancário mundial e a forma como foi criada a Reserva Federal Norte-Americana. O documentário descreve uma conspiração em alto grau, cujo objectivo último é controlar o ser humano e todas as suas acções através da colocação de um «chip». «Não liguem aos homens por detrás da cortina».
Teorias da conspiração? Imaginação a mais? Apenas uma forma de pôr as pessoas a pensar? É um documentário que tem despertado muitas paixões. Vale a pena ver.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 respostas a «Zeitgeist», o filme

  1. Pingback: Zeitgeist, o filme : cristianismo

  2. A parte de economia, tanto quanto sei, está uma banhada desinformada que até mete impressão.

    Detesto histórias alternativas limpinhas e prontas-a-comer. São uma perversão das vantagens do cepticismo.

  3. m&m diz:

    e a fraude da ida à Lua? não fala disso? então não vejo.

    🙂

  4. M. Abrantes diz:

    Concordo com o João Branco. O filme é uma banhada descomunal.

  5. Concordo com o Ricardo Santos Pinto: vale a pena ver.

    “Excesso de imaginação” ou “défice de lucidez”: o que será mais grave?

    Descomunais banhadas diárias (não faltam por aí banheiras…) é o que eu desejo aos mais críticos…

Os comentários estão fechados.