Falta de respeito…

koons2

.. pelo antepassado do príncipe. Espero que os especialistas de arte deste blogue nos esclareçam…

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

2 respostas a Falta de respeito…

  1. Carlos Vidal diz:

    Sinceramente, eu agradou-me esta ideia de expor Jeff Koons em Versalhes, local que, no plano da música, se tem afirmado como um interessante centro de difusão do barroco, com rigor e saber contemporâneos (porque sabe aplicar os modernos critérios da “música antiga” e é o local ideal para isso).

    Jeff Koons desde o início da sua trajectória, lá para os 80s, sempre se quis ligar ao barroco, mostrando-se um “democratizador” do barroco, uma espécie de destribuidor de objectos falsamente luxuosos, o seu “luxo proletário” estaria ao alcance de todos. Mas o fulgor dos primeiros objectos foi-se perdendo.
    Outra hipótese para Versalhes seria Matthew Barney, claro. Mas eu prefiro Warhol. Este é o verdadeiro príncipe do excesso, ligando-o a uma obsessiva cultura da morte (desastres, cadeiras eléctricas, lábios de Marylin e Liz Taylor num vermelho sanguinolento e vampiresco, etc). Este culto obsessivo da morte poderia ser interessante em Versalhes, sobretudo porque esse lugar parece ser a antítese da morte, morte que seria inconcebível associar-se ao Rei-Sol.
    Mas, de qualquer maneira, a aposta Koons é interessante.
    Gostava de ter podido passar por lá.
    Boa lembrança este post.

  2. Pedro Ferreira diz:

    Caro Carlos Vidal, muito obrigado pelo cometário que me permitiu saber mais sobre a obra de Jeff Koons.
    Boas festas…

Os comentários estão fechados.