Indigno

Do Secretário de Estado que queria trucidar os funcionários públicos, chegou a notícia do fim de semana, que o governo se prestaria a um “apoio de emergência” aos funcionários públicos.
– Ao menos que também apoiem os funcionários públicos, e que não seja só a banca e os banqueiros, pensei.
Mas depois fui ver o valor máximo deste apoio: 2.600,00 €.
Diz-se que é para ajudas de emergência… blá blá blá… e obras! PARA OBRAS!

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

9 Responses to Indigno

Os comentários estão fechados.