Saúdo Francisco Louçã


Depois de ter lido o que se segue de Daniel Oliveira (“Arrastão” – não é preciso link), tenho de concluir que Francisco Louçã é o seguro de vida do Bloco de Esquerda. Garantia de integridade. Sem ele já todos calculariam como aquilo iria acabar. E não preciso de dizer como. Espero sinceramente que Daniel Oliveira seja ultraminoritário no Bloco. E com isto não digo que o Bloco de Esquerda ou Louçã, neste caso, sejam adeptos da componente mais agressiva dos tumultos gregos. Mas saberia (sabe) pensar de outro modo que não apenas isto (em seguida); ou seja, pode-se ser crítico e atento sem se ser boçal :

“[Os finalistas do 12º ano israelitas que recusam o serviço militar] são, muito mais dos que por essa Europa se misturam com manifestações para escolherem a violência como arma da indignação, heróis.”

“Não é preciso ser bruxo para adivinhar que esta orgia de violência vai ter um fim político muito triste.”

“A violência política é sempre uma forma de brutalidade que aproxima quem a usa daqueles que dizem combater. A violência é sempre uma forma de bestialização humana, um sinal de estupidez, e, pior, uma forma de opressão.”

A última pérola é mesmo uma pérola.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

17 Responses to Saúdo Francisco Louçã

  1. Pingback: Saúdo Francisco Louçã : europa

Os comentários estão fechados.