Um plano tão novo como a criação do Mundo

O Governo está a anunciar um pacote de medidas para enfrentar a crise, obedecendo às recomendações do plano de Durão Barroso. A RTP, no seu jornal da tarde, resolveu anunciar a conferência de imprensa do Conselho de Ministros com esta frase:

“O Governo vai anunciar um definitivo plano de medidas para enfrentar crise”.
O tom usado pelo jornalista de serviço fez-me acreditar que Portugal tinha chegado a Marte.
Mas não resisti em assistir aos primeiros pontos do dito plano.
O plano – “definitivo” – começou por José Sócrates anunciar a requalificação em mais de 100 escolas. Ora, que me lembro, pelo menos há mais de um ano que conheço este plano, divulgado pelo próprio Sócrates quando inaugurou uma escola em Torres Vedras.
A seguir passou para o Emprego com a promessa de ser “a prioridade das prioridades”. Bem, desde a campanha eleitoral, de 2005, que não se ouve outra coisa da boca do primeiro-ministro, com a tal promessa de criar 150 mil novos postos de trabalho.
E para dourar o plano, lá surgiu a garantia de fazer um fortíssimo investimento em barragens. Eu, pelo menos, já cobri duas apresentações de projectos de barragens e ouvi, com a ajuda do belíssimo power-point, em tendas com luzes azuis ou viradas para o rio e com um “catering” de luxo, a exibição de um conjunto de planos de novas barragens a serem construídas até 2015.
A terminar, seguiu-se as promessas de apoio à exportação e às PMEs. Se escrevesse aqui as agendas do primeiro-ministro e de Manuel Pinho em que fizeram as mesmas promessas, só este ano, precisaria de um blogue à parte.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 respostas a Um plano tão novo como a criação do Mundo

  1. pisca diz:

    Ultima Hora !!

    O Governo pela voz do Primeiro Ministro acaba de anunciar a inauguração da Torre de Belém e Mosteiro dos Jeronimos, investimentos prioritários para o desenvolvimento do turismo e apoio ao emprego em barracas de cachorros quentes e pipocas.

    Provavelmente na proxima semana será lançado o concurso para a construção do Castelo de S.Jorge, na colina da Graça, segundo confidenciou o Ministro Pinho com a aprovação do Ministro Lino, Castelo na colina da Madragoa “jamais”

  2. Pézinhos n' ... areia diz:

    Caros bloguers do Jugular, pela importância e gravidade de que se reveste o assunto, faço questão que tomem conhecimento desta notícia, bem como peço que vejam os videos incluídos na notícia, com os depoimentos de:

    – Dra. Ana Teresa Monteiro Leite Xavier, Médica da Unidade de Oncologia do Hospital Nossa Senhora do Rosário, no Barreiro;

    – Dr. Jorge Espírito Santo, Médico e Director da Unidade de Oncologia do Hospital Nossa Senhora do Rosário, no Barreiro

    A notícia:

    http://www.rostos.pt/inicio2.asp?cronica=81309&mostra=2

    Câmara Municipal do Barreiro acusa Ministério da Saúde de usar “poder discricionário” e ”poder arbitrário”

    agradeço a amabilidade da vossa atenção

    Pela nossa rica saúde, que se acabe com esta prepotência do Poder Central sobre o Poder Local …. !!!!!

  3. Pingback: cinco dias » Que fazem os parlapatões quando se se vêem à rasca?

  4. Luis Moreira diz:

    E no seguimento da lição do tio Belmiro lá avançaram hoje com uns investimentozinhos para as pequenas e médias empresas.Ontem ouviram-se pessoas a falar do TGV como uma peste que nos persegue.O que levará o governo a insistir com esta desgraça? O TGV só vai engordar as encomendas às empresas fornecedoras de tecnologia,lá de fora.Será o pagamento de uma promessa? Tem que ser se não as Siemens não brincam? Vamos salvar tambem as multinacionais de alta tecnologia cá instaladas se não elas vão embora ou despedem pessoas?

Os comentários estão fechados.