Correio dos leitores: o lindo e novo partido

Com uma vénia ao comentador Nuno, aqui fica a sua primeira impressão do manifesto do Movimento Extremamente Polivalente, ou lá o que quer dizer aquilo do MEP. É só para não nos acusarem de maus, já que só reparo nas parvoíces e deixo passar em claro as cenas salvíficas…

O meu voto é neste momento incolor, motivo pelo qual fui ler o manifesto do MEP com genuína esperança, deparando-me com possivelmente o texto ideologicamente mais genérico que já li.
Não é genérico no sentido de abrangente à Obama (que mesmo assim é genérico q.b.) mas générico no sentido de oco de crítica e vazio de especificidade do tipo:

Economia: Dinheiro é bom mas temos de fazer coisas bonitas com ele de algum modo, um dia destes, porque algumas pessoas não têm dinheiro suficiente para se sentirem positivas como nós.
Ambiente: O ambiente está muito mal, mas tem de haver esperança de que se fizermos umas coisas que estão a ser aplicadas para reduzir e assim ele vai ficar melhorzinho – é preciso pensar positivo e depois vemos o que fazer especificamente.
Escola: A escola é muito importante e positiva mas é preciso que nela não aconteçam coisas más e haja respeito entre as pessoas, vote MEP.
Sociedade: A família está em perigo mas temos esperança que melhore com algumas coisas que se vão fazer. A sociedade é igualitária e luminosa.
PS. Não ao aborto e casamento de homossexuais. Positivo!

Parece o que o Deepak Chopra escreveria se tivesse de fazer um programa partidário numa casa de banho de avião 10 minutos antes de aterrar e se estivesse descontente com o CDS-PP. E é aí que vai buscar votos (?) – classe média-alta com valores conservadores mas com a ilusão que tem mente aberta e uma leitura abrangente e crítica do mundo, como esta nova representante.
A paisagem política continua desértica. Suspiro…

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

9 Responses to Correio dos leitores: o lindo e novo partido

  1. Pingback: dinheiro » Blog Archive » Correio dos leitores: o lindo e novo partido

Os comentários estão fechados.