Parabéns


Se daqui a vinte anos a blogosfera não tiver sido tragada por um buraco negro – talvez até com o resto de tudo – se os computadores não forem já uma recordação esfumada e pitoresca, há muito trocados por implantes subcranianos ou por ábacos, aí, talvez ainda leias o que agora escrevo pelo teu quinto aniversário. Talvez venhamos a encontrar esta prosa breve; poderemos então rir disto juntos, quiçá entre as travessuras do teu miúdo de cinco anos, rir desta desengraçada espécie de álbum de recordações, sem a garrida vida falsa das fotos nem uma legenda que lhe resgate o sentido. Eu terei um pudor apenas em parte fingido da forma como o meu amor por ti era tão desavergonhado. Desde sempre, apesar de tudo.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 Responses to Parabéns

Os comentários estão fechados.