Björk sobre a crise na Islândia

A cantora Björk desabafa no The Times sobre a falência da Islândia e sobre as pobres ideias para sair do buraco financeiro propostas pelos mesmo políticos que afundaram o país. O genial plano de salvação nacional propõe a transformação do país numa gigantesca metalurgia em regime de “monocultura” de produção de alumínio. Björk teme o pior pela paisagem, pelo ambiente e pela economia do país que em caso de crise no mercado do alumínio mergulhará o país numa situação déjà vu.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 respostas a Björk sobre a crise na Islândia

  1. Hummmmmm Mau para a Islândia.
    Mas vendo bem, bom para nós. O nosso plano Nacional seria vendermos Sol y Mar: ” Olá. Fresquinho! gelado Olá”. Todos na praia… ……..

  2. Luis Moreira diz:

    Sempre em forma, de Puta Madre.É isso mesmo.A Islândia é um exemplo fabuloso de como é fácil enganar os incautos que acreditam que o que consumem não sai da terra,do mar,da cabecinha…mas antes das walls Streets de todo o mundo.

  3. joanaes diz:

    Obrigada pelo post, pelo link.

    Coisas sérias á parte ainda estou para descobrir quem é que chamou uma multanacional de Rio Tinto. A sério? Rio Tinto? Qualquer dia descubro no google o Ranholas Group ou coisa que o valha.

Os comentários estão fechados.