Halloween é quando uma pessoa quiser

O impagável André Pessoa já descobriu a careca à eleição de Obama. «Bush, crise financeira, guerra no Iraque, raça, Palin», se calhar «nada disto foi muito importante.» Decisivo terá sido um «certo deslize demográfico de longa duração» envolvendo de alguma forma «hispânicos e trabalhadores industriais». Tais desgraças teriam tido lugar sobretudo «no Ohio e Colorado».
Só faltou o corolário em forma de proposta: para a próxima, poupem-se ao trabalho de fazer eleições. Um recenseamento basta.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

2 respostas a Halloween é quando uma pessoa quiser

  1. o sátiro diz:

    não desanimem! News update: o próximo presidente do irão é ateu e, pasme-se, inteiro, com pescoço e cabeça! Seguindo a voz dos donos, o Hamas vai impôr um tb inteiro na palestina, perante a ameaça (bem séria!) da fatah e jihad islâmica e brigadas d al aqsa d usar facas d porco contra todos os ateus lacaios dos sionistas…

  2. Nik diz:

    O Ohio deslizou na demografia dos hispânicos, embateu no Colorado e catrapuz, classe operária ao poder! Bem visto.

    Os burros nunca tiram lições de nada. Por isso é que são burros.

Os comentários estão fechados.