A experiência do mal


Os mecanismos que levam à obediência à autoridade, até à irracionalidade, foram testados há muitos anos na conhecida experiência de Milgram. Leia para complementar o post do Luís Rainha.
É provavelmente, o mesmo processo cognitivo que leva os assessores do primeiro-ministro a aceitar o Magalhães como computador de trabalho. O respeitinho é muito bonito.

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 Responses to A experiência do mal

Os comentários estão fechados.