O estado de espírito

Vamos a isto

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 respostas a O estado de espírito

  1. António Figueira diz:

    ‘bora!

  2. YES!
    Genial.
    Bo-ni-to descodificador…

  3. jorge c. diz:

    Mai’ nada!

    Até que enfim alguém com juízo.
    Lembrei-me de uma música dos Sham 69 “the kids are united”. parece-me apropriado.

    Cá estou eu para achincalhar estes bloggers esquerdongas!

  4. Vá lá, podia ser Pior, Nuno,

  5. Luis Moreira diz:

    Madre, genial ou genital?

  6. -Ainda bem que os fundadores decidiram continuar, e este blogue continuará. Como escrevi na 6ª feira, embora nos vossos antípodas políticos, gosto de frequentar bons espaços onde existem ideias diferentes das minhas. Por isso venho cá com regularidade. Continuarei a aparecer, e de vez em quando a debater.

  7. qwerty diz:

    Não percebo nada disto… Então os que iam sair ficaram e os que iam ficar saíram?

  8. PJMODM diz:

    Óptimo! Um blog sem programas nem estratégias, os autores escrevem bem e não têm fretes ou tabus (em especial em relação aos poderes, e não apenas quanto a alguns poderes fraquitos) onde se pode discordar, sem ser chamado «filho da puta». Vou continuar a frequentar o local.

  9. Ricardo Santos Pinto diz:

    Continuem, força!
    Sem determinadas rogerices, o ar do «5 Dias» fica muito menos poluído. Tenho pena por outras que se vão, mas só faz falta quem cá está. E a porta da rua é a serventia da casa.
    Será que agora podemos dizer que o senhor José de Sousa é tão engenheiro como eu? Será que podemos dizer que o senhor José de Sousa efectivamente ameaçou o director do «Público»? Será que podemos dizer que o senhor Paulo Pedroso devia ter ido a julgamento no processo Casa Pia?
    Será que podem finalmente publicar o texto que vos mandei, para eventual publicação, a pedido vosso, acerca do crime que se prepara para a Linha do Tua?

  10. Pingback: Memória Virtual | Blogosfera em 2008 (XXI)

Os comentários estão fechados.