Andy Warhol vs. Walt Disney


O estranho e incandescente anúncio da esquerda decorou a campanha para a nomeação presidencial democrata de Mike Gravel. Anda por aí uma outra obra, igualmente desconcertante, do mesmo candidato; a não ser que estas imagens estejam entremeadas de mensagens subliminares, confesso-me perdido ante a coisa. Já o reclamo da direita, dos primeiros em campanhas americanas, é fruto das entranhas mentais de uma verdadeira dream team: Dwight Eisenhower, Walt Disney e Irving Berlin.
Não gosto de equacionar integridade artística com sucesso no mercado; mas certo é que o segundo candidato venceu a sua eleição e o primeiro… nem por isso.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 respostas a Andy Warhol vs. Walt Disney

  1. Diogo diz:

    Money as Debt – Dinheiro é Dívida

    Já alguma vez pensaram porque é que os bancos têm tanto dinheiro, enquanto os países, as empresas e os indivíduos estão tão endividados?

    Neste vídeo, «Money as Debt» [Dinheiro é Dívida], Paul Grignon pega num assunto tabu e, de forma inteligente e divertida, torna-o num tópico facilmente inteligível. Costuma dizer-se que a verdade liberta, mas primeiro, costuma deixar-nos zangados. Depois de conhecer a verdadeira história do sistema bancário já não é possível voltar à crença mística da banca como um elemento útil da sociedade.

    O vídeo revela os mitos e os conceitos relativos à história do dinheiro. Toda a gente gosta de dinheiro, toda a gente o deseja, toda a gente precisa e depende dele. O que quase ninguém percebe são os fundamentos do dinheiro. O que é o dinheiro e donde é que ele vem? Estas são algumas das difíceis realidades que Grignon expõe em linguagem simples.

    Este curto segmento (8:20m) do vídeo conta a história de um ourives do Renascimento, e de como ele começou a cobrar juros de um ouro que não possuía e que não existia. Em suma, a essência da banca.

    Os primeiros oito minutos e vinte segundos (8:20m) do vídeo ‘Money as Debt’ – legendados em português.

  2. A explicação dos dois vídeos pelo próprio pode ser vista neste vídeo:

    Mike Gravel Explains “The Rock” video

  3. Saloio diz:

    Já sei que aqui no “5” só releva o casamento das pessoas do mesmo sexo e o Obama, e quem é dono do blog põe cá o que quer por isso, porque é o proprietário. Mas….

    Esqueceram-se do Dinis Machado porque ele não era “caviar”, e agora do Le Clézio??????????????????????????????????

    Vamos ver.

    Digo eu….

  4. É absolutamente maravilhoso!

    O video «explicativo» que Miguel Gravilha (portuguese version…:) indica também é excelente.
    Matt Mayes and Guston Sondin-Klausner are teatchers of art and technology»!!
    «They have a lot of sophisticated video equipment… in 3 different locations….you read the faces….»

    Great!!!

Os comentários estão fechados.