Maria Armanda ataca Bento XVI

Ler aqui. Ver o genial boneco do finado Irmão Lúcia.

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

35 respostas a Maria Armanda ataca Bento XVI

  1. Luis Moreira diz:

    Não consigo perceber onde está a arte disto embora tambem não me faça diferença nehuma.Mas há que perceber que quem faz isto tem um intuito e o Ratzinguer, quando protesta, tambem tem as suas razões.No fim, estamos todos como no princípio.Não vale a pena!

  2. eh eh eh eh … qualquer dia é o “meu” gato crucificado( Ged Quinn) … ide espreitar
    http://www.f-se.blogspot.com/
    …. O Ged Quinn fez furor na américa com um cão
    http://arts.guardian.co.uk/cornwallartistofthemonth/gallery/image/0,14610,-10104953711,00.html

  3. jcd diz:

    Os que se sentem insultados protestam e mostram a sua indignação, mas é bom saber que não vamos ter manifestações histéricas a milhares de quilómetros de distância, ameaças de bombas, fatwas, insultos ou boicotes.

  4. Luis Rainha diz:

    Ó que pena, jcd. E nós convencidos que o fanatismo islamita era mesmo um modelo a imolar, perdão, a emular…

  5. Luis Moreira diz:

    É isso jcd, é mesmo muito bom que por cá o fanatismo islamita não seja flor que se emule.Mas eu de insultado,não tenho nada.

  6. Helena Velho diz:

    tão puro o sapinho! e até tem guardanapo(eu vi um sapo, de guardanapo…) a cobrir(leia-se tapar) as partes privadas!
    Se isto é insultuoso para a ICAR, imaginem se houvesse youtube.com no tempo da santa inquisição! conseguem imaginar um videozito, muita cristão(zito) com um pobre ateu ou hereje(estes ainda metiam mais medo!) a arder, em directo? Gostava de ler o press-release do Vaticano nessa altura, ah se gostava!

  7. Valha-vos a complacência do sinhor.

  8. Luis Moreira diz:

    Helena e Rogério, eu não mandei queimar ninguem .Quanto à imagem é o que é.Nem bonita nem importante.Mas, por mim, pode ser exposta onde quiserem!

  9. Luis, estou contigo, “Nem bonita nem importante”. Piadola de herege. Sem ironias.

  10. eh eh eh para parvejar … acho que o artista ( já falecido em 1998) teve uma visão apocalíptica do efeito “meo” para a “sapo” e dai a crucificação … (eu avisei q era tonteria!). Já agora: viram o Gato do Ged Quinn ???

  11. o sátiro diz:

    se isto é arte, são muito, mesmo muito fraquinhos. Mete dó. E não faltou a desculpabilização do islão: cobardia a rodos (ah, o fantasma do Theo van Gogh deixa estes heróis a tremer… ). E o boneco do vieira é genial??? Eh,eh.eh. O Q.I. é muito fraquinho.

  12. Nuno Ramos de Almeida diz:

    Satiro,
    Dever ser do seu grande QI. Eu estou aqui a um horror de tempo a olhar para o sapo e não consigo ver a tal da desculpablização do islão. A menos que você querira insinuar que o sapo é parecido com o Theo Van Gogh.
    Mas já que fala em islão, convem realçar que há burrice em todas as religiões e que o hábito de queimar e matar pessoas que fazem obras inconvenientes não começou com os muçulmanos. Pelo contrário, quanto todos os Papas eram mestres do Santo Ofício, foram os árabes que preservaram a cultura clássica e os seus autores nas suas bibliotecas.

  13. Sátiro:
    Convenhamos qe há originalidade em Crucificar um sapo …

  14. cristã diz:

    Luis Moreira, quais são as razões do Papa? Basfémia do autor? Porquê? O autor era católico apostólico romano? Ter liberdade para ser cristã sem discriminações e praticar o culto sem constrangimentos são os direitos de crente. E acabam aqui. Tudo o mais é querer obrigar os outros a considerar sagrado aquilo que para eles não o é. Mesmo que alguns desses outros, sem talento, queiram objectivamente chocar. ÁS tantas temos o Papa a pronunciar-se sobre sapos. Em matéria de doutrina e fé, o Papa apenas deve falar para os crentes.

    PS – Helena, acredite que muitos cristãos não esquecem a inquisição Desses tempos até hoje, obrigaram até a Igreja Católica Apóstolica romana a melhorar um bocadinho.

  15. Luis Moreira diz:

    Cristã, se fosse assim como diz, campeava a fealdade e a ignorância.Eu já dei muitas voltas pela blogosfera e aterrei aqui.Sabe porquê ? Porque há gente que escreve e edita belas imagens e pensamentos que me tornam mais feliz.É isso que se pede a um artista.Que crie beleza.E o Papa tem todo o direito de dizer que na Cruz,onde morreu Jesus,não devem ser crucificados sapos inocentes.É bonita aquela imagem? Visualmente, não tem qualquer beleza e é essa a minha opinião.Contenha-se, e não diga que tambem há coisas que considera feias e tem que gramar, porque isso leva-nos a aceitar a fealdade como algo que não pdemos evitar.E podemos ,se não crucificarmos sapos. Eu não sou Católico,isto é ,não pratico,embora toda a minha educação tenha por base o Catolicismo.Mas sou Cristão.Nada há de mais belo que o Cristianismo.E,já agora Cristã, (deixo o teste para si porque sei que é capaz de tirar as devidas ilações)
    escolha uma pessoa que admire muito e coloque-lhe uma cara de ratazana! Não tinha razões para protestar?
    PS: quanto aos erros da Igreja Católica estamos totalmente de acordo! Não é isso que eu vejo aqui na imagem do sapinho…

  16. Luis Rainha diz:

    Luís,
    Anda por aí uma ligeira confusão entre o que deve ser um postal ilustrado e o objectivo (a haver um) de uma obra de arte.

  17. Luis Moreira diz:

    Não interessa que seja postal ilustrado,ou não!é apenas uma imagem que remete para a memória da Humanidade! A não ser que já não reconheçamos valor nenhum.Posso eu assoar-me à bandeira portuguesa ?Já ninguem se indigna?É isso que está em causa! Quando alguem mostra menos tolerância para certas minorias e vê as reacções, como compreender que se ache pouco razoável os protestos de um Cristão ? Não do papa, de um Cristão que vê um seu ícone ser maltratado?

  18. Luis Rainha diz:

    A confusão reportada era a propósito daquilo do «É isso que se pede a um artista.Que crie beleza.»
    Se se pode assoar à nossa feia bandeira? Por mim, esteja à vontade. Quanto ao sapo, claro que compreendo a ofensa sentida por quem tem Cristo como figura paterna. O que não implica que concorde com quem queira apagar a imagem. Começamos aqui, seguimos pelos cartoons de Maomé, e depois, onde paramos?

  19. Helena Velho diz:

    Cara cristã
    nem duvido da sua palavra, mas daquilo que tenho lido, a ICAR , especialmente na “dinastia” Bento XVI, retrocedeu em todos os aspectos. Basta lembrar a novíssima orientação e formação de padres exorcistas!!!( eu sei, eu sei que há muito exorcista disfarçado por aí!).
    No entanto, e estendo estas palavras até ao Luís Moreira, para considerar o sapito obra de arte teria de me esforçar até ultrapassar os meus limites(pequeninos) mas, a cruz não é um símbolo cristão: é a mistura do símbolo pagão T, adaptado pela igreja católica e afins, para agradar “a grego e a troiano”( aliás quase tudo está contaminado com festas e deuses ditos pagãos, não é verdade? até o Natal que eu adoro!)
    e mesmo entendendo, dum ponto de vista social, o estigma, não posso discordar que se tenha uma postura tão exacerbada sobre o facto de se usar o pseudo-instrumento de morte do Salvador, o Rei dos Judeus, Jesus Cristo numa coisa como esta! Até porque é usado ao peito de todo o tipo de “gente” como ornamento e nunca ouvi, li ou vi uma tomada de posição sobre a conspurcação ou uso impróprio das e pelas mesmas(sim, a Carol Castro tinha um rosário na mão e foi, ou melhor, está a ser alvo de fundamentalistas, mas associado à exposição do seu corpo para fins comerciais, facto que levanta ainda mais posições exaltadas).
    Bem, e ser cristã ou cristão não é exclusivo da ICAR…
    Eu sou hereje( nem agnóstica-cristã como o Pessoa)com um “coração” humanista.

  20. Luis Moreira diz:

    Luis,Helena e Cristã todos nós nos lembramos do cartoon do António que colocou um preservativo no nariz do João Paulo.O que estava em causa?A opinião do Papa que contra toda a evidência cientifica,negava o direito das pessoas se protegerem de uma doença emergente e, no caso de África, de várias outras doenças mortais.O cartonista o que fez foi chamar a atenção para o facto de haver uma protecção, o preservativo, que mesmo usado com essa função,ser considerado um pecado,ou algo parecido.Então se não servia para proteger as pessoas que lhe desse uma outra qualquer função!Há aqui uma mensagem,arrostando embora com muitas opiniões que consideravam uma falta de respeito ao papa. Há aqui todo o direito de o artista usar a criatividade para “desmontar” a hipocrisia dessa fundamentação da Igreja Católica.Não se passa o mesmo com a Cruz.A Cruz não é uma opinião da Igreja ou do homem.A Cruz faz parte da memória de todos nós.E não se percebe que uma inutilidade dê abrigo a esta afronta. Quanto á bandeira ,caro Luís, eu tenho a mesma opinião, mas se visse os independentista franceses do Quebeque,em relação á deles!Tudo muda, só não devia mudar o que constitui valores básicos que nos permitem ter esta tão interessante conversa! Helena quanto à foto a primeira coisa que eu fiz foi “retirar” o rosário para ver melhor! E não diga que é hereje porque dá uma imagem de pessoa ímpia, que não é!

  21. Helena Velho diz:

    Conclusão:

    Somos “gente de bem”, interessantes e interessados comentadores assíduos do 5 Dias, não é?
    Eu menos um bocadito porque digo coisas que dão a imagem de pessoa ímpia.
    Ó Luís Moreira o que é um pessoa ímpia?(sem sarcasmo ou deboche …não consigo alcançar o sentido da palavra que usou, gentilmente, diria mesmo embuído de um espírito holístico-cristão, para me elogiar).

  22. Luis Moreira diz:

    helena, era só para lhe mostrar que as palavras mais do que dizem são importantes pelos valores que foram tomando.Por exemplo,ímpia é uma pessoa suja .Hereje é alguem que está com o diabo.Ateu é uma pessoa que não acredita em Deus.No entanto, todas querem dizer a mesma coisa.Basta ir ao dicionário.Vê helena, como eu tenho razão em ver no boneco mais do que você vê ? Quanto ao sermos de bem não há mal nenhum nisso, mas olhe que eu não tenho medo de ir contra a corrente.

  23. Luis Moreira diz:

    Helena,naturalmente porque para mim a Cruz não é o resultado avulso de um símbolo pagão, que foi sendo apropriado por tradições e conveniências.É um símbolo de um Homem extraordinário que lançou sementes,há 2000 anos, que ainda hoje tornam a nossa vida mais fácil e mais interessante !As Igrejas são a apropriação instrumental desses grandes valores que eu não discuto.

  24. Helena Velho diz:

    “Quanto ao sermos de bem não há mal nenhum nisso, mas olhe que eu não tenho medo de ir contra a corrente.”
    Claro Luís Moreira, claro que não há mal nenhum nisso! Eu até considero que há algo de bom,muito bom…e ir contra a corrente é bem melhor, sobretudo quando a corrente nos leva, ou quer levar, para onde não queremos ir.

    ps.- em tom de brincadeira, pois nunca pretendi ofender , nem sequer fazer juízos de valor(es), olhe que há dias em que eu tenho o diabo no corpo! 🙂

  25. o sátiro diz:

    NRA: muito antes da Inquisição, as invasões islâmicas do Norte de África e Sul da Europa mataram e queimaram a seu bel prazer. Foi a Cristandade k salvou a cultura Greco-Latina, quer das invasões bárbaras quer islâmicas:isto está + do k demonstrado por muitos autores cnmo H.Pirenne e Vasiliev. Foram os árabes k deitaram fogo à célebre biblioteca d Alexandria. curioso ver no séc. XXI o ateísmo tão empenhado em defender (ainda k com mentiras) e desculpabilizar o Irlão..

  26. cristã diz:

    Diz o Luís :E o Papa tem todo o direito de dizer que na Cruz,onde morreu Jesus,não devem ser crucificados sapos inocentes”. Tem. Porque tem direito à liberdade de expressão e de opinião ( tal como o escultor). No entanto, não compete ao Papa criticar aqueles que não olham para Cristo como divindidade sob pena de andar por aí a pronunciar-se sobre sapos e até pior.
    2 – Sobre “as coisas feias” – O Papa não se referiu à estética. Falou em blasfémia. E blasfémias são um problema do Papa e dos crentes.
    3- “Escolha uma pessoa que admire muito e coloque-lhe uma cara de ratazana! Não tinha razões para protestar?” Tinha, Luis. Em tribunal, por atentado ao bom nome ou à imagem.

  27. cristã diz:

    Helena – Bento XVI não será seguramento mais retrogrado do que João Paulo II. Tem até vantagem de ser frontal e claro. Mas sobre Papas o mesmo que sobre blasfémias – são um problema dos crentes.( ateus, agnósticos e outros podem criticar. Não têm o direito de impor ou achar que sabem o que é bom para a Igreja).
    2 – Claro que cristão não quer dizer apenas católico. Aliàs, lamento que se misture e confunda com tanta frequência Cristo com as Igrejas e a consciência cristã com as determinações da hierarquia.

  28. Luis Moreira diz:

    Cristã,ser em tribunal ou na CS é a mesma coisa para este debate.O que se impõe é que uma coisa são as opiniões,como demonstrei no caso do preservatico outra,muito diferente, são os atentados á boa convivência entre as pessoas . Se me disser que está em causa a liberdade eu estarei ao lado da Liberdade, mas não é por crucificar um inocente sapo que reforça a Liberdade! Como não contribui para a Liberdade ao colocar uma bomba no turbante de Maomé. Outra coisa, muito diferente,é aceitar que os Muçulmanos venham querer impedir a publicação.Atacar a Igreja por
    impedir o uso do preservativo,é uma posição solidária e cristâ.Gozar com um símbolo que faz parte da memória da Humanidade é um acto gratuito!
    Uma coisa são as opiniões da estrutura eclesial.Outra são os valores básicos da nossa sociedade.Palavras de um Cristão!

  29. Luis Moreira diz:

    Cristã escrevi sem ter lido o seu último comentário,como me fará justiça quem teve sempre a preocupação de distinguir entre as opiniões da estrutura eclesial,e os valores do Cristianismo,foi este seu irmão.

  30. cristã diz:

    “No entanto, não compete ao Papa criticar aqueles que não olham para Cristo como divindidade sob pena de andar por aí a pronunciar-se sobre sapos e até pior”, escrevi num comentário acima. Atenção _ nãoe stoua chamar sapo ou pior a quem não acredita na divindade de Cristo. Apenas a dizer que se o Papa comenta todos os aproveitamentos da imagem de Cristo e todas as referências à simbilogia cristã, arrisca perorar, como agora, sobre sapos e quejandos.

  31. cristã diz:

    Luís, falei em tribunal precisamente porque me quis referir a um julgamento laico. O julgamento do Papa assenta em blasfémias e pecado. Que, repito, é um julgamento que ele deve guardar para ele e para o seus. A mim não me ofende que um gajo qq use uma cruz para crucificar um sapo para simbolizar não sei o quê. Pessoalmente, acho o resultado de mau gosto. Muito mais o resultado do que a ideia.

  32. o sátiro diz:

    e se alguém chapasse a suástica numa bandeira do PCP, BE, PS, PSD, CDS, etc. isso seria ARTE? E os líderes partidários o legítimo dto d se indignarem? NRA: a desculpabilização do islão não está no sapo, mas no comentário d LR.

  33. GL diz:

    Muito má arte. Se é para provocar a Igreja, que seja com inteligência.

  34. Alguém consegue perceber o ovo?

Os comentários estão fechados.