Ricos e mal agradecidos

Lê-se no Expresso, na página 15, uma passagem que nos deixa ainda mais conscientes das injustiças do mundo. Há homens que podem esforçar-se toda uma vida, dedicar todos os seus minutos a servir os outros e, ainda assim, não conseguem o devido reconhecimento.

“Não é justo não gostarem de mim”

José Sócrates, primeiro-ministro, queixando-se do tratamento que lhe tem sido dado pelas confederações patronais.
In Expresso, 28 de Junho.

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 Responses to Ricos e mal agradecidos

Os comentários estão fechados.