Da vida automática e secreta dos blogues

Visitei um blogue que já há muito abandonámos. Dei com isto: umas quantas palavras nuas de toda a ganga gráfica, despidas do bonito template, aparadas ao osso. E um post coberto por um aluvião de mil e tal comentários. Alguns são mesmo de pessoas, movidas seja lá pelo que for que nos leva a oferecer a estranhos a cumplicidade das nossas aquiescências ou discórdias. Mas quase todos são apenas spam. Mensagens automáticas, apontadas de acordo com os ditames de uma balística míope e desastrada. Imagino essas máquinas solitárias, trocando noite fora os seus links, as suas recomendações dementes (existirá um dia algo que se venha a chamar “HALzheimer”?). Uma dose de Prozac responde à promessa de uma sessão de bukkakke. Lentos e repetitivos rosários de “pregnant lesbians” e crípticos “порно фото волосатые” sucedem-se, agarrados ao post original como cracas mortas, hiperligações a parte alguma, ecos de sonhos mecânicos chilreando sem que ninguém os ouça.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

Uma resposta a Da vida automática e secreta dos blogues

  1. xatoo diz:

    Кириллица в шрифтах; русская клавиатура???

Os comentários estão fechados.