A alma penada vai continuar a “andar por aí”?


Confesso-me algo preocupado: se os resultados eleitorais de hoje forem como eu os imagino, quem vai tomar conta desta pobre criatura? Estará a ser vigiada por clínicos de confiança? Poderá Santana cometer alguma loucura? Ou irá continuar a assombrar os corredores do poder, gemendo queixas contra quem lhe roubou o seu “precioso” poder?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

16 respostas a A alma penada vai continuar a “andar por aí”?

  1. Ricardo Santos Pinto diz:

    Ainda não percebi tamanha obsessão em relação a Santana Lopes. Pelo menos não fugiu como um cobardolas, como o vosso amigo Guterres ou como o outro, o Durão.

  2. j diz:

    Um problema para AMP resolver.
    Não sei é se tem solução.

    O boneco vale mais que mil palavras.

  3. on diz:

    🙂
    Caro RSP,
    não fugiu, porque não tem para onde.

  4. Santana Lopes é um vencedor quase 30% de votos. MFL terá de lhe beijar a mão.

  5. Luis Moreira diz:

    Ficou em terceiro e é vencedor? Aposto que se lhe derem uma profissão fora da política, nunca mais ouviremos falar dele.

    Quem garantiu o futuro foi PPC!

  6. CARLOS CLARA diz:

    Ricardo Santos Pinto
    Quando se foge, em principio sabe para onde vai se não tem já poiso certo. Salvo determinada franja portuguesa, quem é que quer PSL e para quê? Acho que nem para advogado. Eu sei que quando tinha poder dava pequenos grandes tachos a gajinhas e gajinhos mais ou menos incompetentes, mas isso não chega, se bem que todos tenham que viver.

  7. AGORA SIM diz:

    Finalmente, isto vai dar uma ganda volta…
    a Geórgia já está no ‘papo’…
    Venham os próximos… que três pontos ‘já cá cantam’…

  8. Ricardo Santos Pinto diz:

    Carlos Clara,
    É óbvio que ninguém quer saber de PSL para nada, daí o facto de não perceber tanta preocupação com ele.
    Quanto ao facto de dar tachos aos amigos e amigas e incompetentes, vai-me dizer que é o único que o faz?
    Quando me lembro de Armando Vara, que era um simples caixa da Caixa Geral de Depósitos e, sem saber como (saber, ele sabe!), chegou a Administrador, só posso concluir que esta gente toda que anda na política não é séria. Seja o PSL, seja qualquer outro. Sabe quantas pessoas este Governo já nomeou?

  9. j diz:

    Já lá vão uns anos que Pedro Miguel de Santana Lopes esteve na mesma situação política, e pessoal, que vai estar nos próximos, porque vai ser difícil alguém continuar a dar-lhes ouvidos quando o poder que deixa de ter não lhe vai permitir dar «pequenos grandes tachos a gajinhas e gajinhos mais ou menos incompetentes», citando um comentador de um blog, e em que lhe foi oferecido o lugar de uma câmara de província, que ele ergue como um dos seus troféus no seu curriculum, esquecendo, por exemplo, de lembrar também a sua experiência como presidente de um clube de futebol. Sendo que o lugar de presidente de tal câmara foi conseguido à custa da parolice de uma cidade que se deslumbrou com tão alta figura pública.

    Os próximos anos, à direita do PS, vão ser disputados, ou repartidos, entre Manuela Ferreira Leite e Ângelo Correia. Pelo que, se Pedro Passos Coelho seguir, ou for capaz de seguir, os bons conselhos do seu patrono, de se deixar «insuflar», pode muito bem vir a suceder a Manuela Ferreira Leite, fazendo esta a ponte que o PSD necessita para recuperar a credibilidade que perdeu nos últimos anos, sobretudo com Luís Filipe Menezes, a conspirar contra Marques Mendes antes de ser presidente do PSD e, já como presidente, com uma manifesta falta de consistência política, só se podendo queixar de si próprio, vindo o seu discurso ressentido dos últimos dias confirmar que serve para ser um razoável presidente de câmara, não mais do que isso.

    Pedro Miguel de Santana Lopes é um homem solitário, apenas rodeado por duas ou três personagens, também politicamente pouco recomendáveis, e que são uma espécie de cabos de esquadra. E, voltando há uns anos atrás, tal como agora, ficou encostado ás boxes, desempregado, não apenas politicamente. Só que agora precocemente auferindo do rendimento de uma razoável reforma, a qual vai aconchegar a escrever uns artigos na Bola e como comentador, ofício onde continua, e vai continuar, a ser vendável. E só não foi encostado mais cedo porque Luís Filipe Menezes não teve a coragem de o sacudir, pois sabia que Pedro Miguel de Santana Lopes sobrevive, sobretudo, do populismo e da conspiração política.

    Por isso, acho que, de facto, Pedro Miguel de Santana Lopes vai continuar “por aí”. Porque não tem para onde ir. Tão simples como isto.

  10. anónimo diz:

    Rainha tem razão – Santana é um caso clínico. Preocupante é que um terço dos militantes do maior partido da oposição votam nele.

  11. São sei qual será maior caso clínico; se Santana Lopes se Luis Rainha.

  12. Luis Rainha diz:

    Eu, sinceramente, também não. Mas sei qual é o mais inofensivo: o que não tem qualquer ambição de mandar em nós.

  13. Ah! Percebo. O que o move é o perigo que representa SL. A mim parece-me que está com a mira baixa caro Luis Rainha.

  14. GL diz:

    PSL é imbatível em Lisboa. Arrumará com Costa sem grande esforço.
    Graças a Deus vivo em Cascais.

  15. j diz:

    «Graças a Deus vivo em Cascais»
    Porque não terá Pedro Miguel de Santana Lopes em Lisboa, certo…!?

  16. GL, nunca pensei dizer isto, mas também eu dou graças por isso.

    Luís, isto é um caso de exclusão social, há anos que digo isto. Coitado, não tem ninguém que lhe explique que está na hora de bazar da praia que ninguém o curte… ;P

Os comentários estão fechados.