Não se admirem se amanhã começar a chover gasolina


Os condutores yankees andam desesperados com o custo da gasolina. Tendo em vista que não há forma de Bush mandar invadir a Venezuela, os mais crédulos viram-se para as rezas e outras macumbas: numa estação de serviço perto de S. Francisco, foi organizada uma sessão de orações para pedir ao Altíssimo uma baixa de preços. “Deus, livra-nos destes preços de gasolina elevados”, foi o pungente apelo que se fez ouvir, entre os roncos esfomeados dos típicos gas guzzlers americanos.
Note-se que o precioso líquido anda a ser vendido nos states a cerca de 70 cêntimos o litro. Menos de metade do que hoje o condutor português esportula.
Se estes pedinchas supersticiosos por cá vivessem, já tínhamos exorcistas a aspergir as bombas da Galp com água benta e insultos em Latim.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 respostas a Não se admirem se amanhã começar a chover gasolina

  1. xatoo diz:

    é verdade, a crise virou esotérica. Eu, na minha qualidade de mendigo agnóstico, se tivesse tido a percepção que deixar de pagar a letra da barraca ia ajudar a fazer derrocar completamente o sistema financeiro global, já teria tomado a decisão há muitos anos. Devia ter dado ouvidos à bruxa da minha sogra, como os bancos fazem:
    “Britain’s biggest banks use astrology to play the markets”

  2. Luís Lavoura diz:

    O que é revelador, é o facto de o gasóleo já estar “apenas” 10 cêntimos mais barato do que a gasolina. Há uns seis meses o gasóleo era 16 cêntimos mais barato; há dois anos o gasóleo era mais de 20 cêntimos mais barato.

    Quem comprou carro a gasóleo – pagando substancialmente mais por essa forma de motorização – já deve estar a maldizer a sua estupidez.

    Era previsível: o facto de o imposto sobre o gasóleo ser inferior estimula uma procura adicional de gasóleo, o que acaba por induzir uma alta do preço desse carburante.

  3. -O estado americano por muitos defeitos que possa ter, ainda não tem a pretensão de saber gastar melhor o dinheiro do contribuinte do que o próprio. Assim sendo, por lá não se pratica a extorsão ao automobilista que existe na U.E., e que Portugal diga-se, é dos melhores praticantes.

  4. JDC diz:

    Caro Luís Lavoura,

    A vantagem de um carro a Diesel não é só pelo preço do gasóleo. Tratam-se de carros mais fiáveis, que duram mais tempo. Além disso, costumam ser mais confortáveis de conduzir! E não se esqueça é que, por muito que essa diferença de preço diminua, o gasóleo será sempre mais barato, desde não entrem efeitos especulativos ou impostos extra devido a questões ambientalistas…

  5. ezequiel diz:

    alleluia!

    estes americanos são loucos!

  6. google diz:

    ao melhor estilo obscurantista medieval. A américa no comments

  7. CARLOS CLARA diz:

    Assunto políticamente correcto, sobre o qual não se deve falar. São tão garimpeiros como os outros, arruaceirros e ladrões como os de outros tempos cuja mira não era o ouro negro, mas antes o amarelo. Já eram transacções beneméritas as de outros tempos. É assim que é, é assim que o mundo e seus procxenetas são e deverão ser admirados. O resto, por amor a Deus, vão-se lixar que não passam dum bando de loucos.

  8. adoro o verbo ‘esportular’. gosto imenso de o usar — quase tanto como ao ‘tergiversar’ — mas nunca tinha encontrado uma alma gémea neste quesito. bem hajas, ó rainha.

  9. quanto às bênçãos, caramba, neste país tudo o que é tudo e nomeadamente construção é benzido à nascença. as bombas de gasolina também devem DE ter sido. parece é que resultou a contrario (ler estas duas palavras em itálico, por favor).

  10. Pingback: cinco dias » Marta e as bombas

Os comentários estão fechados.