Meneses, amigo, estamos contigo!

Com o Santana Lopes era diferente: afinal, ele era primeiro ministro (ainda não sabemos bem como, e nem o próprio deve saber). Havia um motivo. Agora (e esta é uma pergunta aos blógueres de esquerda) qual era o problema com o Luís Filipe Meneses? O Luís Filipe Meneses não passava (e nunca passaria) de líder do PSD. Estou certo de que a principal razão da sua demissão são os ataques vindos de dentro do próprio PSD, e não à esquerda. Mas ainda assim, os blógueres de esquerda escusavam de ter ajudado à festa. Onde é que se vai arranjar alguém que sirva tão bem para líder do PSD como Meneses agora?
Só falta os sportinguistas a seguir começarem a atacar o Chalana e o Luís Filipe Vieira.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

12 respostas a Meneses, amigo, estamos contigo!

  1. Aquela casota sempre valeu muito menos que aparentava. Vivem à espera de uma Última Ceia, com o Marcelo a servir vichysoise com cianeto, antes do encerramento de portas. Não se preocupem. A direita arranja outra coisa. Vejam o que aconteceu ao PDC na Itália, ao RPR em França, etc. Acontece a todos e até o PS passará pelo mesmo. Esperem para ver.

  2. LR diz:

    Se prezas assim tanto o bem-estar do homem, começa por não lhe alterares o
    nome 🙂

    E olha que eu já tinha deixado aqui um sentido apelo em prol do Menezes…

  3. Zèd diz:

    Acho que o campeonato – perdão – SuperLiga seria bem mais interessante, e a qualidade do futebol muito melhor se o Benfica (e o Sporting, e outros…) tivesse outro presidente, outro treindador, outra equipa. Assim não teriamos que levar com o Porto a ganhar tudo todos os anos.

  4. xatoo diz:

    claro que os sportinguistas também têm um problema de massificação da construção civil – talvez o Citigroup da dona Manuel ou a Goldman Sachs do dr. Borges dêem uma ajudinha no financiamento da empresa

  5. xatoo diz:

    opinando sobre futebol, não sei se já perceberam que a bola não é a primeira prioridade desta gente

  6. Nuno diz:

    É inteligente pensar que este país vai a algum lado sem oposição à direita do PS

  7. Saloio diz:

    Sr. Filipe Moura: pelo facto de eu tratar as pessoas com respeito (como ao senhor, por “Sr.”), fê-lo considerar-me igual ao advérbio do nome que ostento num texto abaixo.

    Neste seu presente texto, o Sr. trata o Sr. Dr. Santana Lopes e o Sr. Dr. Luís Filipe Meneses por “o ” Santana e “o ” Meneses.

    Se eu, embora saloiamente, fui bem educado e respeitador, que será o senhor, da forma que usa para tratar os referidos senhores?

    Não sei como é que o senhor trata o seu pai e a sua mãe, mas espero sinceramente (sem qq ironia), que não os trate como aqui aos Drs. Santana e Meneses.

    O facto de eu tratar a Dra. Fernanda Câncio e o Dr. António Barreto como o faço, embora lhe possa parecer saloio, apenas demonstra respeito. Quanto a si, deixo isso ao seu alto critério…

    Já reparei que não simpatiza comigo apenas porque eu discordei dos seus dois textos anteriores. No primeiro, em que o senhor (sempre o “senhor”, percebe…) subscreveu uma critica ao candidato MacCain com argumentos tão vagos como infantis.
    No segundo, sobre um texto do Sr. Dr. António Barreto, o senhor tenta lançar sobre ele um eventual erro de apreciação sobre a veracidade ou não de uma carta do Sr. Almi. Rosa Coutinho – e esqueceu a realidade sobre os massacres perpetrados por Agostinho Neto com a complacência dos socialistas/comunistas portugueses.

    Tendo-me limitado a discordar de si, o senhor (sempre o “senhor”, está a ver?…) confessou por escrito que não costuma dar atenção a este “tipo de comentários” – os que lhe são desfavoráveis.

    E acabou a dizer que eu sou um saloio…só que, ao contrário do senhor (está a ver…), eu não me ofendo com isso, e nada tenho contra si como pessoa – apenas comentei o que o senhor ali foi dizendo.

    Como vivo na Malveira, rodeado de galinhas e lavadeiras, sou uma pessoa calma e simpática e, quando o senhor disser algo de interessante, também o apoiarei…e nessa altura talvez já não me considere tão saloio.

    Até lá sempre lhe digo: prepare um pouco melhor os seus textos, dê-lhes alguma profundidade e não ligue só ao óbvio. Vá lá, eu sei que dá mais trabalho, mas este blogue merece um pouco mais de substância.

    Digo eu…(sem ofensa)

  8. Model 500 diz:

    Com Menezes a liderar o PSD, Sócrates arriscava-se a ganhar nova maioria absoluta. Os blogueres do PC e do BE ficam em pânico só de pensar nisso. No fundo, alimentam uma secreta esperança que no caso do PS não ter maioria se vai coligar com eles (de resto Rui Tavares já começou a preparar esse terreno). Ora, sendo assim, os blogueres de esquerda têm todo o interesse num PSD mais forte.

  9. Talvez pudesse ter evitado o “o” para me referir a Santana Lopes ou Filipe Menezes, mas o uso de tal artigo traduz somente oralidade e de forma alguma falta de respeito (tal é aliás bastante comum na escrita em blogues). Pensar que tal é falta de respeito é profundamente saloio. “Saloio”, aliás, é mesmo o melhor que eu posso pensar de tal consideração.
    É engraçado que o senhor (está contentinho?) agora refere-se a Rosa Coutinho como “almirante”! Não se deveria ter referido assim a Rosa Coutinho desde o princípio? Seja saloio, mas ao menos seja coerente!

  10. CARLOS CLARA diz:

    O PSD é o partido que melhor revela o português no seu melhor. Se há um que diz salvar pátria, logo uns tantos se atropelam para lhe tirar o lugar, enquanto outros, preferindo estar sentados atiram setas de longo alcance. Quando cheira a dinheiro desata tudo à pancadaria de tal modo que perdem o poder, os tachos e as clientelas – vidé Câmara de Lisboa. Quando morre algum, vão todos correr em lamurias e palavras de conforto, descobrindo no preciso momento que era aquele, o defunto, o verdadeiro salvador da pátria, deles.No dia seguinte animam-se e começam a organizar-se e a ver o que é que está a dar. Perante dilemas quem há-de ser, não fica ninguém, porque o sebastianismo de Sá Carneiro lhes dá nostalgia. Mas alguém tem que estar lá.E os compromissos? E a família? E a outra família que lá vai dando uns cobres mas precisa de trabalho? Começa de novo a algazarra. Uns muito determinados, outros aluados. Os mais ratões… ficam à espera de alguma luz que venha do guru que só fala em privado, como se os outros portugueses, senão estes, não merecessem uma palavra.

  11. Fred diz:

    Filipe, tambem estamos contigo

  12. O PSD é o partido que melhor revela o português no seu “melhor”.

    Penso que assim fica melhor…

Os comentários estão fechados.