e a classe operária?

Pedro Jorge: A liberdade defende-se exercendo-a!


(vídeo do Canal de Vídeo da Secção de Informação e Propaganda do PCP da Organização Regional de Lisboa)

O Pedro Jorge, electricista interveio no Programa Prós e Contras de dia 28 de Janeiro. De uma forma simples e crua pôs a nu a arrogância e meiocridade do tecido empresarial protuguês, representado por quem nos governa e se senta à sua mesa.
O Pedro enfrenta um processo disciplinar por delito de opinião.

(via Random Blog do Tiago Mota Saraiva)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

13 respostas a e a classe operária?

  1. M. Abrantes diz:

    Que idade têm os que lhe colocaram o processo? 10 anos? Parece mesmo coisa de putos birrentos.

  2. al diz:

    É tradição iniciada pelo governo actual. Ou a comissária que pôs o processo disciplinar ao Dr. Charrua já foi despedida?
    Tradição iniciada pelo governo actual? Não! Já me esquecia que era assim no tempo do Estado Novo! Sempre as mesmas traquinices. Não tem importância nenhuma, são coisas de sempre. É como nas escolas.

  3. Onde está a liberdade de pensamento? E o 25 de Abril?

  4. Diogo diz:

    Um jovem corajoso. O que é que é preciso para irmos todos falar o patrão dele? Ou com o CEO?

  5. Nuno diz:

    Se isto for verdade, pois o PCP tem uma noção de verdade muito particular e enviesada, é vergonhoso!
    A Cerâmica Torreense devia mas é ter vergonha na cara de pagar misérias aos seus empregados e de não os aumentar desde 2003! No entanto é bom saber os nomes deste tipo de empresas.

  6. Se não há mais do que uma “Cerâmica Torrense” em Torres Vedras é esta: “CERÂMICA TORREENSE DE MIGUEL PEREIRA SUCRS, LDA” e tem email: geral@nullceramicatorreense.pt e site: http://www.ceramicatorreense.pt (Nota: só a versão em inglês tem os contactos)

    Repito: SE. Alguém confirma?

  7. Tomaz diz:

    Acto condenável da Ceramica Torrense. Mas para isso é que servem (1) os tribunais e (2) as quotizações pagas aos sindicatos (que deverão apoiar qq acção do trabalhador).

    De resto, faltou também esclarecer que a industria ceramica atravessa a mais grave crise dos últimos 20 anos, desde já de há alguns anos para cá, e isso justifica – ainda que parcialmente apenas – a ausência de aumentos.

    De resto, nada de espanto com os 1200 euros de rendimento mensal do agregado. Isso é mesmo condição ‘normal’. As condições salariais são mesmo muito piores quando se sai da Grande Lisboa. Infelizmente…

  8. Tipicamente cá do burgo…

    1) Todos conhecem os podres.
    2) Ninguém diz nada e tudo tem pseudo debates sobre a seriedade das nossas “elites” [pausa para conter o vomito]
    3) alguém diz uma verdade muito ao de leve e apanha na cabeça – quase que apostava que ainda por cima há muitos colegas que acham que ele merece isso e muito mais.

    Resultado: país de terceiro mundo (sim é o meu país mas não me impede de ver que já estamos nesse patamar) em que o comportamento social dominante é uma enorme camada de hipocrisia.

  9. Carlos da Silva Simão diz:

    Na verdade, como diz o Nuno, o PCP tem uma noção de verdade muito particular e enviesada, e independente de tudo o mais, há que confirmar o que foi dito. Se há um processo disciplinar quais são as verdadeiras razões? Como se sabe a liberdade pressupõe responsabilidade. A intervenção do Pedro Jorge fez no Prós e Contras não fez lembrar uma intervenção num comício partidário? Investigue-se e depois falemos. Em Portugal não há muito esse hábito de fazer dircurso sobre tudo, sem se saber minimamente do que se fala. Há falta de informação séria e de reflexão, isso sim.

    Carlos Simão

  10. nikita vivchar diz:

    Há algum tempo atrás, também no mesmo programa, um jovem professor de V. do Castelo, perante a sua ministra, lá disse, desastradamente, umas verdades inconvenientes que lhe valeram, também, um processo disciplinar.

  11. portuga diz:

    ‘o PCP tem uma noção de verdade muito particular e enviesada’ ,só o PSD,PS,CDS é que têm uma verdade muito straight pq de acordo com os parasitas sociais!!!

    Mas, esta gente não tem vergonha nenhuma na cara ao falar de democracia,verdade,justiça?

    Foda-se! Se são muito democratas vamos votar pelo Conselho de administraçaõ está bem?Não?então,democracia o quê?

    Não é por acaso que é esta gente que vai agredir profs. pq têm a mania q são únicos,não precisam de ninguém,narcisistas,egoitas e,nem sequer sabem o que andam cá a fazer.Filosofia,u ké isto?Foda-se,portantos,portantos

  12. Amómimo diz:

    O processo disciplinar até pode ser perfeitamente justificável.
    Mas quem achar que o discurso do rapaz não traduz a situação da maior parte dos agregados familiares de Portugal ou é cretino ou é um aparatchik.

  13. tms diz:

    É preciso perceber que existe um clima crescente de perseguição a quem se expressa contra o actual governo e sistema feudal de relações laborais. É preciso perceber que as perseguições são incentivadas pelo governo, tolerando-as ou promovendo quem as pratica. É preciso recordar que há mais de 30 anos que não se ouvia tantos discursos marcadamente anti-comunistas [passou-se do “hão-de acabar” para o “estão por trás de tudo”]. É preciso perceber que há pessoas nas televisões, nos jornais, nos blogues… que têm como profissão veicular esse tipo de mensagens.

Os comentários estão fechados.