Palhaçada é difamar os palhaços

manicomics1.jpg

O nosso amigo Alberto João mostrou uma insuspeita susceptibilidade ao processar o Daniel Oliveira. Tudo porque achou que o epíteto “palhaço” é coisa insultuosa e a exigir reparação urgente.  Ora, já depois da douta sentença que condenou o Daniel dizer adeus a uns milhares de euricos,vemos toda uma classe profissional a insurgir-se de forma vigorosa contra a mesma crónica. Leiam a petição que já circula por aí, na certeza de que a nossa reprodução da mesma em nada indicia o nosso apoio às suas justas reivindicações (não vá o diabo tecê-las):

«O Sindicato dos Trabalhadores Humorístico-Circenses (STHC) vem por este meio deixar claro o seu mais veemente repúdio à publicação de uma crónica do vosso colaborador Daniel Oliveira. Este senhor teve o topete de escrever “Alberto João Jardim é um palhaço” e ainda esclareceu a sua ideia do que é um “palhaço”: alguém que “envergonha, de cada vez que abre a boca, a nossa democracia”.

Isto é claramente uma ofensa à nobre e industriosa classe profissional dos Palhaços, que o STHC tem a honra de representar. Que fique claro que estes trabalhadores não têm o hábito de envergonhar alguém. Mais importante ainda, não é Palhaço quem quer.
Além de formação especializada, é preciso ter algo que o tal “Alberto João” patentemente não possui: graça. Andar aos tombos de tasca em tasca é grotesco — mas não tem graça. Insultar meio mundo, posar de cuecas, presidir a uma pandilha sinistra, ser um soba de meia tigela armado em Estaline dos pobres…. lamentamos, mas nada disto constitui habilitação suficiente para o cargo de Palhaço. E, francamente, já ouviram o tal senhor a falar? Onde é que o homem manifestou ter um grama que seja de pilhéria? Pode inspirar uma ou outra gargalhada alarve; mas trata-se do riso meio acabrunhado que reservamos para os trastes embaraçosos que à viva força nos querem divertir, sem para tal terem técnica ou talento. Vejam bem que o senhor em apreço anda a massacrar o público — que nem tem por onde fugir, a não ser a nado — há 30 anos! Um Palhaço com noção de comédia sabe quando é que deve sair de cena, não se tornando num mono penoso de aturar e insuportável aos sentidos.

Por tudo isto, os abaixo-assinados, em total solidariedade com os membros do STHC, manifestam o seu veemente aplauso à decisão judicial que condenou o citado cronista. E exigem do “Expresso” um pedido de desculpas a toda a classe dos Palhaços, que de forma tão vil enxovalharam com esta comparação ofensiva.»

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

22 respostas a Palhaçada é difamar os palhaços

  1. Estou como dizia a minha amiga, Luís, “se é para bater no AJJ, não me interessa a marca, só se perdem as que caírem ao chão”.

  2. João José Fernandes Simões diz:

    Ó “palhaço” Luis Rainha…
    Aonde é que se assina a merda do “abaixo-assinado”?

  3. Luis Rainha diz:

    Não se trata de um “abaixo-assinado”, isso até cheira a PREC. É sim algo mais civilizado e urbano: uma petição. Está aqui: http://www.ipetitions.com/petition/albertoj/

  4. Nuno Ramos de Almeida diz:

    Luís Rainha,
    Ignorava que eras sindicalizado. Escusas de negar: o texto é a tua cara chapada.

  5. Luis Rainha diz:

    Olha que não. Nunca invocaria o nome do camarada Estaline em vão…

  6. Pingback: Arrastão: A petição

  7. hádes vir cá convencer-me. isto é tudo consequência de as pessoas não saberem o que hádem mais fazer à vida, é o que é.

  8. xatoo diz:

    Este artigo do LR havia de ser publicado no Expesso ao abrigo do direito de resposta. E, como o LR tem talento, de seguida devia tb ir malhar com os ossos ao Tribunal, junto com o D.O. – onde od dois seriam a vanguarda dos vários milhões de desbocados tugas que gozam que nem uns perdidos com a banda desenhada do Astérix da Madeira

  9. Ora agora é que tu estivesteS bem, f. P’cebesteS Luís, ó p’cisas que o irmão te faça um desenho a cores?

  10. A Bem da Nação.
    TUdo p`la Pátria.
    Viva o Palhaço

  11. Nuno Góis diz:

    Não vejo nenhuma palhaçada na petição dos palhaços (pois foram comparados ao Alberto João), não é justo tudo isto à volta do Daniel Oliveira, mas infelizmente, é aqui, mais uma vez, no 5dias que encontro a maior das palhaçadas (no pior sentido) do termo.
    Luís Rainha és um palhaço, mas para não ofender quem não merece, quero dizer-te que és um palhaço no sentido que O Daniel Oliveira lhe deu.

  12. Maria João Pires diz:

    Ora, Nuno, mas onde é que viu o Luís menosprezar tão séria e justa petição?

  13. FuckItAll diz:

    O Nuno acha-nos a todos pessoas muito difíceis. E injustas.

  14. FuckItAll diz:

    Eu sou mais injusta que difícil, que ser difícil dá trabalho.

  15. Vamos lá com calma pôr um pouco de água na fervura. Nem os palhaços são uma classe a ser desprestigiada, nem o léxico da lingua portuguesa deve ser sujeito a tanta licensiosidade. Se calhar, os mesmos palhaços que fizeram esta petição, devessem ler mais jornais desportivos. Todos os dias teriam processos para instaurar a muita gente. Era um fartote.
    Por outro lado, e por aí compreendo a posição do Nuno, não existe país no Europa em que a classe dos palhaços seja tão pouco valorizada como cá, onde nem a figura do “clown” (uma categoria distinta e bem à parte) é conhecida – Pedro Tochas deve estar neste momento bem longe…
    Enfim, se calhar saltou a tampa á classe dos palhaços… De qualquer forma e até prova em contrário só existe um grande prejudicado no meio disto tudo – o Daniel Oliveira. É por ele que devemos pedalar.

  16. Luis Rainha diz:

    Este Góis deve ser o maior imbecil que já li por estas caixas de comentários. E olhem que isto é façanha de monta!

  17. Nuno Góis diz:

    Vindo de quem vem sinto-me orgulhoso pela façanha!
    Passar bem, tentar compreender melhor e não responder só quando convém. Eu sei, díficil de mais para si.

  18. Luis Rainha diz:

    Por falar em “compreender”, veja lá se entende dois singelos factos: o sindicato é imaginário e a tal petição é obra de ficção. Está agora a “compreender” alguma coisa, principiando na figura que fez?
    E, já agora, se existissem mesmo, porque seria eu, que apenas teria divulgado a coisa, também “palhaço”?
    Não mude de medicamentos, não.

  19. Maria João Pires diz:

    Ficção?Sééério?Não posso acreditar..

  20. Já começa a ser frequente neste blogue o insulto aos comentadores. Por parte de dois bloguers.
    Luis Rainha com esta do “imbecil” e dos “comprimidos” mostrou aquilo que era – o Santos Silva do Cinco Dias. Mas não é por ele nem pela Maria João que frequento este blogue – é pelo Rui Tavares, pelo Ivan Nunes (pena ser raro), pelo João Pinto e Castro, pelo Nuno Ramos de Almeida e também pela Fernanda Câncio (que faz falta no Glória Fácil). Vão-me por isto insultar também? Quantos são?

  21. Pingback: cinco dias » Madeira: do relógio de cozinha à suástica

Os comentários estão fechados.