A inquietação ética

 O leitor dsm deixou um comentário no texto do João Galamba que aqui reproduzimos parcialmente (com a devida vénia):

Entretanto, a minha inquietação ética prende-se com o seguinte: lá porque um ministro decide fazer sessenta e tal mil fotocópias, é justo que o seu assessor passe a ser conhecido pela alcunha de “páginas por minuto” (ppm)?

Sem ofensa, obviamente.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.

9 respostas a A inquietação ética

  1. PPM diz:

    Eh pá, esta do PPM tem mesmo imensa graça. Parabéns pelo humor mordaz que revela uma inteligência ímpar – incluindo a do autor deste excelente poste. São do mais alto nível os vossos comentadores, mas só os que são aprovados após censura prévia, claro, de preferência anónimos (o “m” final de “dsm” é de Moura?). Compreende-se, não vão eles fazer piadas com as vossas iniciais ou os vossos nomes – e Filipe Moura, por exemplo, dava para tantas brincadeiras giras. Mas não brinco com os nomes dos outros, também porque vou agora clicar no Submit e espero que o comentário passe nas malhas do lápis azul. Mas como até é simpático, deve certamente passar. Muito obrigado pela constante atenção.

  2. lol muito bem dito 🙂 O que tem ainda mais piada é que ninguém mesmo no partido deles tem a lata de defender as peças… só fazem assim uns comentários vagamente a acusar os outros de qualquer coisa, como quem não quer reconhecer os podres que tem em casa…

  3. ruibarbo diz:

    o comentário do dsm deveria ser elevado a post – é das coisas mais engraçadas que por aqui passaram (sem desmerecer os escribas da casa, bem entendido). Todo ele: reiterado e replicado – já!

    (o ppm só mostra que tem um sentido de humor – para usar o termo do dsm – autoclísmico…)

  4. eheh que pateta que eu sou.
    pensar que se este post sobre fotocópias é uma reposta ao post do ppm sobre “censura” (as aspas são minhas), faz-me lembrar quando eramos todos putos: um gajo gozava: caixa d’óculos, caixa d’óculos! e logo o outro, ofendido, respondia: e …. e …. tu … cheiras a cebola.
    aquilo é que eram tempos. obrigado pela recordação.

  5. Paulo Pinto diz:

    Ponto 1: “censura prévia”? “lápis azul”? que piada, até parece que o Partido Popular Monárquico não sabe o que é spam. E ainda mais piada tem o facto de o seu blog estar cheio de posts que não permitem comentários.
    Ponto 2: Chamo-me Paulo Pinto. “PP” é uma sigla que se presta às maiores piadas. Ex: Partido Popular, Paulo Portas. É usar à vontade. Não? Ora, porque será?
    Ponto 3: “O partido deles”? Ora faça o favor de dizer qual é o meu, pois gosto sempre de aprender.

  6. São todos uns inocentes… conversas de carneiro mal morto…

  7. Tárique diz:

    Note-se a elegante fleuma com que PPM levou a brincadeira. De fino recorte britânico diria eu.

  8. Maria João Pires diz:

    (tárique, apaguei-te o primeiro comentário por ser uma versão incompleta do segundo, ok?)

Os comentários estão fechados.