Apesar de a televisão na altura não ser dirigida pelo Augusto…

1969 , 1971 e 1973 foram dos anos menos maus nas cantorias do burgo

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 respostas a Apesar de a televisão na altura não ser dirigida pelo Augusto…

  1. ezequiel diz:

    altamente! era rapaz novo quando sairam estes clássicos…mas ouvia malta a cantarolar estas cantigas…bolas… Simone de Oliveira …que voz, qual hollywoodie qual carapuzza, que senhora!, até dá arrepios na espinha e tudo!! Só hã uma palavra que a descreve: MAGISTRAL :):) O Fernando Tordo também, um mix de poeta amargurado com uma voz conquistada pela sensibilidade (não falha uma nota! e as nuances acústicas que saem da boquinha deste sacaninha até …uuh uhh-foi um neurao troglodita que passou agora pelo cortex, João -…dá arrepis na espinha :)…e os cenários, hey!? altamente. os conservadores de então eram mais funky do que os conservadores de hoje (oops, não me batam…estou na brincadeira! 🙂 )

  2. ezequiel diz:

    por mim perdida
    por mim achada

    aquando do primeiro comment: eu ainda não tinha ouvido o tema todo. Ouvi-o agora, todo, sem a pressa de ver o próximo sample…enfim, tecnologias são coisas diabólicas…alteram padrões neuronais…

    que tema! 🙂

  3. ezequiel diz:

    que faz um filho fa-lo por gosto

    eugenics? onde?
    o letrista era lacaio do salazar? o salazar era um adepto da teoria de eugenics? (pergunto isto com toda a sinceridade: não sei mesmo)

  4. Mazinha diz:

    Ezequiel, o letrista da Desfolhada é o José Carlos Ary dos Santos, carago!

Os comentários estão fechados.