O estado da mentira

Durante o debate de hoje no parlamento, o Bloco de Esquerda denunciou que num agrupamento escolar de Leiria um dos critérios propostos para avaliação dos professores era a forma como encaravam a política educativa. Pelos vistos, o respeitinho é muito bonito e aqueles que não dobram a cerviz ao governo da nação devem ser penalizados. No fim do debate, a ministra da Educação apressou-se a esclarecer os dislates do Bloco. Segundo Maria de Lurdes Rodrigues, esses critérios tinham sido chumbados pelo conselho pedagógico deste agrupamento de escolas. Mais uma vez, provava-se a aleivosia da oposição contra a impoluta sanha reformadora do governo Sócrates. Azarucho, o desmentido da ministra era falso.

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

16 Responses to O estado da mentira

Os comentários estão fechados.