Caveiras e piratas

 hamletskullhcsealous.jpg

As “indecisões hamletianas” de uma espécie de ministro:

— Pobre PP! Conheci-o; um partido de chistes inesgotáveis e de uma fantasia soberba. Carregou-me muitas vezes às costas. E agora, como me atemoriza a imaginação! Sinto engulhos.

— Deixa-te de merdas e assina o raio dos despachos, Telmo! — retorque o sinistro crânio, já sem grande pachorra.

— E este cheiro? Puá! — O resignado ministro ergue-se de semblante pesado e montblanc em riste. — A que usos ínfimos temos de prestar-nos…

PS: antes que alguém se lembre de me acusar de plágio, tenho de dar os créditos devidos ao senhores Hamlet e Yorick.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.