Resolvido o mistério insurgente

 A imbecilidade do pseudo-texto revolucionário já indiciava a mãozinha de reaça. Está tudo confirmado: Paulo Querido apanhou os Isurgentes com o código de fora.

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 respostas a Resolvido o mistério insurgente

  1. as if there was ever a doubt, nuno

  2. Nuno Ramos de Almeida diz:

    f,
    Até falas estrangeiro. Espero que não tenhas tido o Rui Veloso a cantar…
    O que seria da nossas certezas sem dúvidas? Deixa-me escrever demagogia, sem me descobrires a careca, ó f

Os comentários estão fechados.