Sorrisos tristes das não-Giocondas

gless.gif

Ontem, não se falava noutra coisa: o Ponto G passou de mito urbano esperançoso a realidade científica. O pior é que este Sol não nasceu para todas: umas têm e as outras… não. Cara leitora: se a Natureza não foi pródiga consigo, não desanime. Além deste pequeno amigo, tem, para a consolar, a companhia de muitas e ilustres senhoras que, estou capaz de apostar, também não foram dotadas da tal gozosa bênção. Mas souberam ultrapassar a contrariedade com pundonor, sublimando os impulsos mais básicos para fins elevados e altruístas. Só apresento aqui parte das respectivas fisionomias para não acrescentar a chacota pública à íntima desgraça. Mas basta vislumbrar tais sorrisos para ter a certeza de que a vida nunca lhes correu lá muito bem.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

11 Responses to Sorrisos tristes das não-Giocondas

Os comentários estão fechados.