Blogo-paparazzo

 cromos.jpg

Luís Filipe Menezes decidiu acordar da sua hibernação invernal e foi comemorar os três anos de socratismo à Zona J de Chelas. Ouviu fado, viu misérias mil e comoveu-se: “a qualidade de vida tem-se deteriorado de forma muito grave”. Depois, secou a lagrimita, sacudiu os ácaros da cachemira e saiu do país real, rumo aos confortos da capital. À tarde, lá o encontrei, a almoçar sobre o Tejo numa esplanada da moda. Para não lhe dar a saudade da miséria, levou Santana Lopes.

Olhem para eles, tão pacíficos, tão cordatos, tão refastelados; vistos ao longe, até parecem pessoas normais. Amigos para sempre?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

14 respostas a Blogo-paparazzo

  1. João José Fernandes Simões diz:

    Gosto da parte de «até parecem pessoas normais»…!
    Mas não tenho dúvidas, como diria alguém, que estes irmãos simaneses se salvem ambos com vida…

  2. Esta coisa dos blogues, ainda por cima um com nome que indicia uma determinada frequência, tem destas coisas: há dias em que não sai nada de jeito.

    …e o trabalho que isto dá com pic e tudo.

  3. João José Fernandes Simões diz:

    «há dias em que não sai nada de jeito»
    Sob o ponto de vista político, acho que o David Fernandes tem razão sobre os personagens em questão.

    Quanto a «um nome que indicia uma determinada frequência», por acaso, pode dar-me a estatística, é que estou curioso.

  4. Vá lá João José, não seja tão individualista; então? O nome é o do blog homem.

  5. Luis Rainha diz:

    Ó homem, de que se queixa? Deixo-lhe aqui um humilde exclusivo, sobre um relevante encontro político, discretamente encenado para mostrar ao mundo que tudo vai bem entre as duas criaturas, e ainda se queixa? Há fregueses difíceis, lá isso há…

  6. João José Fernandes Simões diz:

    Peço desculpa David Fernandes, distracção minha, talvez influenciada pelo sério problema duma oposição siamesa.

  7. É a alternativa do PSD a Sócrates. Fujam!
    Eles vêm aí outra vez!

  8. francisco ribeiro diz:

    Ao não assumir uma atitude de defesa do partido, procurando fugir a todo o vapôr da situação de corrupção no caso somague, só mostra como isso uma fragilidade inorme , associada a uma postura de rapazinho ” ò mãe não fui eu?”. Abandona tudos e todos. Com isto mostra não ter perfil nem qualidades para estar à frente seja do que for.

  9. Luís,

    eu não me queixo de nada; mas se o objectivo era mostrar a “encenação”, bom, o primeiro parágrafo deveria ter algo do Santana contra o Menezes. Era mais lógico.

    Assim, o primeiro parágrafo parece meio desgarrado da foto, não acha?

    Mas se a foto é um exclusivo, é bem sacada.

    Xiça, fornecedor complicado!!!

  10. Francisco Ribeiro,

    Aplico o mesmo raciocínio à CML e ao António Costa: igualzinho, inho, inho.

  11. Luís C: diz:

    O Governo comemora três anos e irradia o mais do que esperado optimismo-a-ver-se-pega. O Sr. Menezes mete-se no carro vem até Lisboa e chama os jornalistas a Chelas, correndo logo de seguida para o sol junto ao Tejo, isto não cheira a amadorismo e a política de trazer por Gaia. Francamente! Não há outros cromos no baralho!?

  12. DLM diz:

    País real? ou país surreal?

  13. (e agora, a manha do comentário pelo flanco)

    Se bem percebi, o flagrante foi espontâneo; ora, que estava o bloguista a fazer no país surreal, hã? Pois, pois…

  14. Luis Rainha diz:

    Por acaso, eram 3 e meia e eu estava na tasca ao lado, o BBC, a trabalhar sem almoço no bucho.

Os comentários estão fechados.