a psp, a melhor amiga do cidadão

foi bonita a festa no grémio, pá. basta ver aqui. duplo clique na imagem para ecrã total.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

11 respostas a a psp, a melhor amiga do cidadão

  1. João José Fernandes Simões diz:

    Para não ter trabalho a pensar (sendo que, pelos vistos, verdade para alguns que a polícia não pensa, apenas dá porrada, transcrevo o comentário que fiz, a propósito, num outro blog:

    «…
    A polícia é sempre quem tem que fazer o trabalho sujo, quem tem que varrer a casa, ou seja, quem tem que dar umas lambadas em quem não cumpre ordens dos tribunais determinadas há vários anos e que depois se põe a jeito, independentemente das razões destes, que até admito que as tenham.

    Mas o fotógrafo, que por aqueles lá foi chamado para tirar a fotografia aos “cães de guarda de merda”, e que levou também na trombeta, nunca se lembrou de tirar a fotografia ao juíz que deu a ordem que a polícia teve que fazer cumprir.

    Bem empregues, esperando que tenha sido uma Leica a ir de pantanas.

    É que já chateia ser sempre a bófia o mau da fita, bem se percebendo que umas lambadas no lombo é que vendem e fazem audiências.

    E ainda gostava de saber como reagia um destes comentadores que tivesse uma propriedade indevidamente ocupada e com ordem judicial de despejo sobre o que fazia.
    Provavelmente chamava por esses “cães de guarda de merda” e os insultava por não sairem do quartel.

    Porra, que a vida está difícil nos últimos dias.
    …»

  2. Gostava de os ver fazer o mesmo às claques violentas do futebol. não fazem o contrário, abrem alas para os meninos.

  3. João José Fernandes Simões diz:

    «Gostava de os ver fazer o mesmo às claques violentas do futebol. não fazem o contrário, abrem alas para os meninos.»

    Meu caro JMF,
    Acho que anda pouco atento, porque no futebol é onde se “tem” que dar mais “lambada”.
    E onde se tem visto fazer “o mesmo”, quase todos os fins-de-semana… Infelizmente, mas são os ossos do ofício…

  4. Se a polícia está a cumprir uma ordem judicial e um grupo de cidadãos tenta impedir que a ordem (seja esta justa ou injusta – para contestar isto existe o tribunal da Relação e o Supremo…) seja o cumprida é natural que a polícia, depois de avisar, disperse os cidadãos da maneira que o fez…
    Afinal o que se fazia no tal Grémio? Que tipo de associação era aquela? É que não faço a minima ideia do que se trata e gostava de estar informado…

    Esse comentário sobre o futebol é mesmo de quem não vai ao futebol. Eu, que vou raramente, já vi a policia a carregar muitas vezes nos “meninos das claques”…

  5. Os meninos das claques são acompanhados pela polícia como se tratassem de personalidades importantes, cantando FDPs aos adversários e aos colegas de outras claques. São uns protegidos. Levam pouca “porrada”.

  6. Sócretino diz:

    Só não vejo a policia a ir buscar aquele bando do BCP,também nunca os vi a pôr na ordem patrões que não respeitam as ordens de tribunal.A bófia está para fazer o trabalhinho à classe rica que,ainfda por cima os tratam como merda,como uns coitadinhos-deve ser para os pôr raivosos e descarregarem nos costados do povo

  7. al diz:

    O direito nao pode estar à mercê de grupos pessoas. A lei e as decisões dos tribunais têm de ser respeitadas e para isso pode e deve ser empregue a força.
    Se não está de acordo, diga aí a sua morada. Logo à noite tem lá 50 tipos que explicam à televisão e a uma dialogante PSP que Vc se dá a actividades anti-ecológicas e que além do mais a sua casa está construída no local de um antigo cemitério árabe (profanação!). Vc chama a polícia porque quer entrar em casa, mas a PSP diz-lhe que tem de dialogar com os ocupantes da sua casa e aconselha-o a ir passar a noite ou as próximas noites fora. É isso que quer que lhe possa acontecer? É que é isso que está a pedir…

  8. Tárique diz:

    al: Os inquilinos de há 165 anos daquele espaço foram os que foram expulsos. Foram eles que tiveram que “dormir na rua” e deixar a casa abandonada à espera que o processo fique esclarecido. Logo a sua comparação está invertida.

  9. Tárique diz:

    al: os inquilinos de há 165 é que tiveram que “ir dormir na rua” , deixando a casa ao abandono até a situação se ver esclarecida.

    José Manuel Faria: Joaquim Marujo, 81 anos, um dos sócios do Grémio, ia lá todos os dias de Almada para jogar à carta. Era isto que acontecia no grémio, há 165 anos. Não dava era lucro a ninguém …

  10. Anónimo diz:

    A polícia não estava a fazer cumprir uma ordem de despejo (que só seria negociada até quarta). Segundo os relatórios estava a assegurar que o inventário das posses do grémio era feito “em segurança”. Segurança para quem? Cá para mim a psp nem sabe que lei é que estava a fazer cumprir …

Os comentários estão fechados.