O suspeito tablóide, o imperador Ming e o Beatle

00main1_2001.jpgimages.jpeg

460px-george_harrison_1974.jpg

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 respostas a O suspeito tablóide, o imperador Ming e o Beatle

  1. CARLOS CLARA diz:

    há muito que esta história se tornou num assunto de mau gosto, se é que o não foi desde sempre. espantoso o ar daquele “bife” com a porcaria do boneco na mão lá porque uma senhora nervosa se lembrou que tinha visto um tipo com ar de desequilibrado em vésperas do acontecimento. até parece que aquele allgarve não está cheio de desequilibrados. se isto se repete muito, porque de senhoras nervosas também o allgarve está cheio, a polícia não vai parar de receber ordens, sim ordens, com centenas de caricaturas para investigação.

  2. O Beatle, pelo menos, tem um álibi…

  3. Lololinhazinha diz:

    Ainda nós nos queixamos da nossa comunicação social…

  4. M. Abrantes diz:

    Se fosse jornalista preocupava-me: o tratamento que foi (e continua a ser) dado a este caso, revela um grupo profissional à beira da loucura, totalmente comprometido com os poderes, totalmente desacreditado, irremediavelmene podre, que se empurra a si mesmo para a extinção. Tornou-se num monstro inventor de “factos”, incapaz de esconder o rabo no mundo globalizado.

Os comentários estão fechados.