A estranha “ditadura”

Estranha ditadura que promove eleições e que aceita os resultados quando é derrotada nas urnas.

Estranha ditadura que vive numa sociedade com partidos de oposição e em que quase toda a comunicação social privada é hostil.

Estanha ditadura em que a pobreza diminui e em que os estudos internacionais mostram que a maioria esmagadora dos eleitores está contente com a qualidade da democracia.

Estranha ditadura que tem como presidente um católico falador de nome Chávez e como líder da oposição estudantil um estudante de direito chamado Estaline.

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

43 Responses to A estranha “ditadura”

  1. Pingback: A vitória da derrota « Farmácia Central

  2. Pingback: E se for necessário, mais 4 ou 5, até ganhar… « ** Ideal Social **

Os comentários estão fechados.