Irmão Lúcia: Bernardino, o Chacal do PREC

bernardino-copy.jpg

About Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

14 Responses to Irmão Lúcia: Bernardino, o Chacal do PREC

  1. António says:

    Quando li a coisa, veio-me logo à cabeça esta fotografia famosa da Diane Arbus

    http://www.dianearbus.net/pictures/grenade.htm

  2. João says:

    Quando a ignorância chega a este ponto está tudo dito…
    O problema é que por este andar o menino do pp ainda vai longe…

  3. ezequiel says:

    Irmão Lucia

    diversifica man! a mesma formulazinha repetida ad infinitum …dá umas dores de cabeça horriveis…

    leitmotif nauseum

    Instalações, não? Musiquinha? Teatrinho? (bolas, onde é que para a joana???)

  4. ezequiel says:

    irmão lucia

    heres a challenge.

    http://samurai.fm/allezallez/index.php

    clikar no andy weatherall, ROCK (segundo a contar de cima)

    será q inventas umas imagens dinâmicas para este som…???

  5. Sergio says:

    O deputado do pc até pode nem ter credenciais democráticas impecáveis (aquela anedota da Coreia), mas também não é preciso exagerar, ó irreverentes conservadores…

  6. A Luísa Mesquita teve um papel fundamental na tomada do poder pelo PCP, podendo tornar Portugal num satélite da URSS. Valha-nos o 25 de Novembro.

  7. CARLOS CLARA says:

    josé Manuel Faria

    Que a URSS estivesse interessada num satélite português sempre tive a maior das dúvidas. Dos que fugiram deixando tudo a mercê do chico-esperto lá tinham os seus complexos de culpa – ninguém foge impunemente. Quanto aos que não fugiram, por outras causas e fizeram o 25 Novembro, nada resolveram. Os outros voltaram. A mentalidade normalizou-se.

  8. CARLOS CLARA says:

    Sergio

    os conservadores nunca são irreverentes, são conservadores – a mudança para eles é uma ameaça. Não ponho de parte o conservadorismo do PCP.

  9. Bernardo says:

    Caro Nuno Ramos de Almeida,

    Peço, antes de mais, desculpas por estar a comentar no “post” errado, mas queria tirar a limpo uma questão.

    Coloquei uma série de comentários importantes a este seu post de 28 de Outubro que ficaram sem resposta:

    http://5dias.net/2007/10/28/coincidencias/

    Não sei se ainda não teve tempo para me responder, se não deseja responder (está, claro, no seu direito), ou se pode dar-se o caso de que nem sequer deu ainda pela existência dos meus comentários, visto que os inseri alguns dias depois da data do “post”.

    Como considero que é muito grave a propagação perpétua de inúmeros erros históricos acerca de Pio XII (e de outros casos, como o de Stepinac), insisto na importância de se elucidar a opinião pública, para que se acabe de vez com a verdadeira “character assassination” que é a “lenda negra” de ver Pio XII como o “Papa de Hitler”. E que, agora, se repete com o caso Stepinac.

    Se quiser continuar a discutir este tema em privado (coisa que também me agrada), deixo-lhe o meu e-mail:

    bernardo@nullobservit.com.pt

    Com os melhores cumprimentos,

    Bernardo Sanchez da Motta

    P.S: Se o meu último comentário a esse “post” lhe parecer agressivo, e se for injusto, peço-lhe que aceite desde já as minhas desculpas. Pode dar-se o caso de que a sua demora em me responder tenha uma razão perfeitamente válida, como as que indiquei acima. Não queria ser injusto para consigo, e se fui, retiro o que escrevi.

  10. Sergio says:

    Caro Carlos Clara,

    Quando digo «irreverentes conservadores» estou, naturalmente, a ironizar. É que acho divertidíssimo ouvir essa malta que se parece com aristocratas e toureiros jurarem que são irreverentes e politicamente incorrectos. Ouvi mesmo o líder da JC, já não sei quando, a dizer que os jovens centristas precisavam de ser «irreverentes» para defenderem uma alternativa à despenalização do aborto. são estes equívocos e difusões de personalidade que me divertem e me deixam perplexo…

  11. CARLOS CLARA says:

    Sergio

    As minhas desculpas, não estava aí… mas esses garrotes mais toureiros que aristocratas são assim mesmo, infelizes nos comportamentos e pouco ágeis em desempenho – falta de nobreza.

  12. Sérgio says:

    Da verdadeira nobreza, pois claro…

    Cumprimentos.

  13. João says:

    É pá este blog sem ti não tem a mesma graça

  14. barbara.gil says:

    Então Nuno… até 3ª?…

Comments are closed.