Doidos que nós fomos, Loucos que nós somos

tony de matos (original em http://fotos.sapo.pt/lisboa/pic/0005gakw/)Somos dois caminhos paralelos
Vamos pela vida lado a lado
Doidos que nós fomos
Loucos que nós somos
Não sei qual é de nós mais desgraçado
Lado a lado, meu amor
Mas tão longe
Como é grande a distância entre nós
O que foi que se passou entre nós os dois
Que nos separou
Por que foi que os meus ideais
Morreram assim,
dentro de mim
Ombro a ombro, tanta vez
Mas tão longe
Indiferença entre nós quem diria
Custa a crer que tanto amor
Tão profundo amor tenha acabado
E nós ambos, sem amor
Lado a lado
Fomos no passado um só destino
Fomos um amor desencontrado
Doidos que nós fomos
Loucos que nós somos
Não sei qual é de nós,
amor, mais desgraçado
Lado a lado...

música, letra e voz do Tony de Matos.

snapshot de durão barroso (youtube)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

Uma resposta a Doidos que nós fomos, Loucos que nós somos

  1. Sinceramente não há necessidade de achincalhar o Tony de Matos e colocá-lo “Lado a Lado” com o Sr. Barroso.
    Cumprimentos

Os comentários estão fechados.