Irmão Lúcia: Para a baixa e em força!

zezinha-mocidade.jpg

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

11 respostas a Irmão Lúcia: Para a baixa e em força!

  1. topiscis diz:

    .. a caricatura fisica é simbólica in tempore, mas actuel subjectivamente. Nota-se bem os elementos extremosos da direita, mormente, a mão e o pezinho ( prefiro os de coentrada ) numa toada de marchar marchar a descer sem esquecer a frase patriotica e provinciana do ” tonito ” o tal filho do feitor do Vimieiro scd…. ou
    …..talvez.. apanas falte a bem da naçon…

  2. Sérgio diz:

    É, cuidado com a senhora.

  3. Lino José diz:

    Esta imagem é a coisa mais estupida, demagógica e mentirosa que me tem sido dado ver neste blog, e já por cá vi algumas.

    É o tal complexo de superioridade moral da Esquerda que acha que todos os que lhe estão à direita são ou salazaristas ou fascistas ou não prestam como pessoas.

    O filho da puta do fanatismo ideológico realmente mete nojo, e foi uma das coisas que ajudaram a enterrar este país nos ultimos 34 anos, impedindo-o de se desenvolver.

    A Maria José Nogueira Pinto foi uma excelente vereadora, é uma excelente pessoa, uma excelente técnica, e não são os Zézinhos por muita superioridade moral que vomitem que conseguem contrariar isso.

  4. joséjosé diz:

    Ao Sr. Lino José:
    O Senhor é um bom despertador ! Mas este país -concordará comigo -precisa de algo muito mais forte do que estes seus tlins,tlins, para saír do “enterramento ” em que SEMPRE esteve.
    Acredite, haverá ( felizmente ) sempre alguém de que não goste dos seus gostos…
    Todos os fanatismos são filhos do homem…
    Fique bem e em paz e aproveite para ler o BB hoje no DN.

  5. Tem aquela graça do trocadilho óbvio. E como é uma caricatura, pouco importa se está incorrecta.

  6. ajax diz:

    O Lino José passou-se. Filho da puta do fanatismo ideológico?, valha-nos São Francisco Xavier! Então se foi a senhora que se confessou numa entrevista ao espesso que era salazarista e que ele até tinha “preservado”, supõe-se, o que interessava. Acabando a rematar: que era pelo “deus, pátria e família” como quem diz que é do Benfica – eventualmente com consequências igualmente gravosas, digamo-lo a bem da verdade.
    Isto não é uma caricatura. Uma caricatura exagera os traços, isto é um monumento do retratismo!

  7. Maria José Nogueira Pinto é uma pessoa com valor. Penso que ninguém põe isso em causa.

    Tal não significa, forçosamente, que as suas ideias sejam aceitáveis para a maioria dos lisboetas, daí que não faça sentido algum a sua transumância de Vereadora do CDS/PP para… “comissária” do PS/BE. É um contra-senso total e nunca poderá dar bom resultado.

    Não quer dizer que M.ª José N. Pinto não possa fazer outras coisas de valor, em Lisboa ou no País. Mas não em representação política de um eleitorado que não se identifica com ela, ponto final. Percebe, senhor Lino?

    Nos últimos trinta anos também houve em Portugal muita gente de muito valor a quem foi pura e simplesmente negado o seu efectivo aproveitamento ao serviço da República, pelo “simples” facto de serem, por exemplo, comunistas. É a vida! E M.ª José N. Pinto não é nem mais nem menos do que eles…

  8. topiscis diz:

    …. temos que admitir e crer que ainda os há… os arvorados, os avençados, os filhos e os netos dos “cabos da ordem” e dos senhores regedores que, felizmente, já não recebem as febras de porco e a chanfanita que o povinho lá ía dando para que os pides não pidassem…… mas, isso não obsta que não haja adeptos e alguns ferverosos do grande ideólogo, do magestoso TONITO filho do feitor de Santa comba Dão… e k até vai ter museu.. parabéns por isso e por outras senhor Lino José….

  9. André Militão diz:

    Olhe, faz favor alguém me explica onde andou essa alegada competência da sora dona Maria José Nogueira Pinto?

    É que por mim já estou um bocadinho farto de cada vez que se diz que fulano tal é ou foi fascista, vir logo um ou dois mamarachos dizer que apesar de tudo, era extremamente competente a fazer sabe-se lá o quê não se sabe bem aonde…

    Muito me admiro se estas não são as mesmas pessoas que acham que Salazar também era um homem extremamente competente!

    Bem, verdade seja dita, a PIDE funcionava com bastante esmero, por isso nalguma coisa ele seria competente…

  10. Sérgio diz:

    Caro Lino José,

    Longe de mim querer ofender a filiação do fanatismo, mas há coisas a que ninguém pode fugir. A srª disse o que disse e está escrito. Quem mostra tanto apreço, estima e comunhão de pontos de vista com tiranos, merece-me desconfiança e repulsa. Sem mais. Permita-me, já agora, imaginar o que diria o sr. caso o idolatrado fosse Fidel Castro… Seria para aqui um lençol de comentários indignados com a «esquerda».
    Não, Lino José, a direita não é necessariamente salazarista, mas há direita salazarista (resista, por favor, à tentação da caricatura instrumental). É que os Nogueira Pinto assim se declaram as mais das vezes e, como tal, não é um insulto desmerecedor alertar para essa condição de que eles se orgulham e pavoneiam com pleno à vontade (onde o fanatismo tirano da «esquerda»?).
    De resto, tenha paciência, mas ninguém de bom senso acredita que os 30 anos de democracia (ah, a democracia, essa rameira…) pesam mais do que 50 anos de censura, ensimesmamento, condicionamento económico, obscurantismo, guerra colonial e não-Europa tudo junto. Algo que uma qualquer boa História não indique. Contra todos os fanatismos.

    Cordialmente,
    Sérgio.

Os comentários estão fechados.