Uma explicaçãozinha

Ao princípio parecia fácil: apareceram umas estatísticas, directamente de Amsterdão (o nosso Ministro da Alta Tecnologia mora por lá, ôi Zé Nuno) e eu, domingo, tempo esquisito, a recuperar de um prolongado jantar, resolvi transformá-las em post, até porque eram propícias, nós amamos o povo e somos correspondidos, mais de 18.000 unique visitors em Julho – unique, claro, como a sagaz Fernanda bem perscrutou, porque nós somos very exclusive, mas também, mais rente ao chão, a querer dizer que foram 18.000 IP’s diferentes a clicar na malta, fica a explicação.

Mas depois ficou tudo mais difícil, porque apareceu aquela coisa da zoofilia, que aliás já anda de roda da gente há muito tempo, estes amigos dos animais têm muito que se lhes diga, são caves mais subcaves que nunca mais acabam mesmo debaixo dos nossos pés até aos abismos infernais e nós sem dar por nada, mas também confesso que ao princípio entre essas alimárias e o resto não vi relação nenhuma, cada um come do que gosta, por assim dizer, até que apareceu um virilaço a prometer porrada a uns gajos só porque não gostavam dos transgénicos e foi aí que eu disse:

e foi aí que eu disse: pára lá!, que agora é que está tudo explicado, entre os unique visitors que gostam de nós & as bestas de quem a gente não gosta embora julguem que a gente gosta de bestas, há uma linha geral, há uma leitura, e realmente sagaz fostes vós, oh Ana, como é que é mesmo, ledes a mente às pessoas?

Sobre António Figueira

SEXTA | António Figueira
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 respostas a Uma explicaçãozinha

  1. Ana Matos Pires diz:

    Não António, leio as pessoas (podendo, ouço-as e vejo-as). Ah, e recuso-me a tratar a minha bestofobia.

  2. António Figueira diz:

    Contra as bestas, marchar, marchar!

  3. Fernanda Câncio diz:

    é mais postar postar. e sim, a ana é ‘psíquica’ (palavra que os tradutores lusos de filmes e séries invariavelmente fazem equivaler à inglesa psychic).

  4. Ana Matos Pires diz:

    Bute!

    (e sim, f., mas também sou ‘física’. ehehe)

Os comentários estão fechados.