Paris (cada vez mais) em Lisboa

As reacções ao nosso post anterior sobre o magno problema dos noticiários da Rádio Europa foram transbordantes, esfuziantes, tonitruantes. Matematicamente postas as coisas, o problema enuncia-se assim: como é que uma música fixe + um papo lamentável = uma rádio daquelas? Fino observador, A. Castanho, do evolucoesdeabril.blogspot.com, disse mesmo mais: “Não gostam das locutoras da Rádio Europa Lx? Então aproveitem a boa música (jazz e não só) e esperem, pacientemente, pelas fulgurantes aparições vocais (não confundir com boçais) de Helena Sacadura Cabral (na interessantíssima rubrica “Fio-de-prumo”) e de Helena Matos (na “pedagógica” e sempre “concisa” rubrica “Antes pelo Contrário: um retrato ecológico do nosso tempo”): não há má-disposição que resista…” Ferido no meu pundonor, vi-me obrigado a dar-lhe resposta: Conheço ambas. São muito boas. Helena Matos apanha-me sempre (ou apanho-a eu a ela, não sei bem) sempre que vou a chegar a casa. Mas depois, oiço as risadas das crianças, sinto o perfume do jantar que fumega, desaperto a gravata, grito “-Darling, I’m home“… e esqueço-me de tudo. Para Helena Matos, para todas as Helenas Matos, ecológicas, patológicas, patalógicas, há uma receita só: love, forgive and forget.

Sobre António Figueira

SEXTA | António Figueira
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

2 Respostas a Paris (cada vez mais) em Lisboa

  1. Ezequiel diz:

    “Darling, I`m home”

    We got a sweet man over here! :) LOL

  2. Fernanda Câncio diz:

    mas não era óbvio, zequito?

Os comentários estão fechados