O “5 dias” pedido pelos seus leitores (uma singela homenagem ao “Abrupto”)

Visto do seu back office, o 5 dias é um blogue diferente.
Percebe-se melhor – mas às vezes aquilo que se percebe assusta.
As estatísticas começam por massajar-nos o ego: o 5 dias tem hoje mais do dobro dos visitantes que tinha quando começou, há menos de um ano, e esse número não cessa de aumentar, mês após mês: no último de que há estatísticas disponíveis, tivémos mais de 18.000 unique visitors.
Mas depois é preciso ver como é que os nossos leitores chegam até nós.
Alguns têm-nos nos seus favoritos (obrigado), outros googlam 5 dias, cinco dias, blogue cinco dias ou alguma outra combinação destes termos e também chegam até nós (são a maioria).
Outros, porém, chegam por via de outros blogues, e aí há que confessar que é muito via “Blasfémias”, “Insurgente” e “Atlântico” que isso acontece; ora o que fizémos nós para merecê-lo?
Depois, o público é miseravelmente sexista, e se há quem ande à procura da f., da Joana e da Marta, poucos ligam pevide que seja a mim ou ao Nuno (será que não acham o Nuno “giro”?).
Pior: quanto menos a Joana e a Marta escrevem, mais estes elementos do público pedem por elas; dar-se-ão eles conta da mensagem subliminar extremamente negativa que transmitem a essas duas jovens promessas da blogosfera nacional?
Enfim, outros ainda chegam até nós através de estranhas pesquisas: uns googlam “muito sexo” e vêm cá parar e outros há ainda que, desde há meses, escrevem “zoofilia” no Google e acordam no 5dias.
É com algum embaraço que eu aqui revelo este facto.
Não é tanto por reconhecer que sou pessoalmente responsável por ter deixado no 5dias o magneto que atrai este curioso segmento do público (uma velha referência à “Psicopathia Sexualis” de Von Krafft-Ebing).
É mais por que me incomoda que ele venha até aqui e não encontre o que procura – pois não somos nós supostos dar ao público aquilo que o público quer?
A verdade é que eu embirro com bestas, e contra isso temo que não haja nada a fazer.

Sobre António Figueira

SEXTA | António Figueira
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

19 respostas a O “5 dias” pedido pelos seus leitores (uma singela homenagem ao “Abrupto”)

  1. Nuno Ramos de Almeida diz:

    António,
    Acho que te subestimas. Eu acho-te giro e já te procurei várias vezes no google, usando o par: António Figueira e zoofilia.

  2. jpt diz:

    Ha textos de Antonio Figueira que valem 5 dias .
    Mas como assiduo leitor A JAD faz falta , de preferencia sem filmes do edgar pera.

  3. Fernanda Câncio diz:

    hum, 18 mil ‘unique visitors’ é qualquer coisa de extraordinário. presumo eu, que não faço ideia do que isso quer dizer. eu é mais saber quantas pessoas ‘batem’ aqui por dia, e ainda não percebi. mas ‘unique’ é uma palavra entusiasmante: afinal, quer dizer ‘incomparável’, ‘sem igual’, ‘único no mundo’. enfim: não se esperaria outra coisa dos nossos leitores, mas 18 mil deles? cum caraças

  4. Ana Matos Pires diz:

    Acho que grande parte desses 18.000 “unique visitors” se devem ao facto de Vossas Excelências embirrarem com bestas, digo eu.

  5. Essa história de as pessoas chegarem ao 5 dias via «zoofilia» deve conter alguma profundíssima lição, mas não consigo imaginar qual seja.

  6. Dário diz:

    Mas não só, Ana.

  7. aff diz:

    Porque é que não fazem aqui um post sobre o desentendimento evidente entre os articulistas…bla,bla,bla … mas que os retratos estão lá em cima estão. Esquerda da treta é o que é …

  8. Pingback: cinco dias » Uma explicaçãozinha

  9. jp diz:

    estranho a segregação a que foram alvo os utilizadores de feed readers. eu não vos procuro em lugar nenhum, vocês é que estão cá!

  10. Marta Rebelo diz:

    António,

    Eu estou com o Nuno, e digo mesmo que vocês são uns giraços! A parte da embirração com bestas é fundamental para o vosso charme, devo dizer.
    Infelizmente – por mim falo – há para aí muitas; e mensagens negativas, então… ui….
    Mas 18 mil «unique visitors» é obra, e é vossa, não é minha que tão pouco faço, e há tão pouco tempo.
    Além de giros – todos – estão de parabéns 🙂

  11. já no meu pasquim entram mais vezes com a pesquisa “foder com pretas”, o que denuncia também uma certa busca pelo exotismo.

  12. x diz:

    Exotismo a sério era entrarem com “foder com brancos”.

  13. Ana Matos Pires diz:

    Dário,
    Estou como diz o outro, não só mas também.

    aff,
    Azarucho, o aparecimento da Marta lá lhe estragou “o filme” dos esquerdóides ao murro. Bem feito.

  14. Ezequiel diz:

    Parabéns! Daqui a pouco o 5dias é uma multinacional. 😉

  15. aff diz:

    Ana, a Marta só fez um comentário, será isso um “aparecimento”? Não me parece …

  16. Ana Matos Pires diz:

    aff,
    A Marta apareceu a comentar, ponto. Mas o sumo da mensagem, desta vez, não era a Marta, era mesmo “o desentendimento evidente entre os articulistas…bla,bla,bla”. Lá se foi a luta na lama… nha, nha, nha, bem feito outra vez.

  17. aff diz:

    Não diria lama mas enfim … (e depois sou eu que sou o passivo-agressivo …)

  18. Ana Matos Pires diz:

    aff,
    Eu de passiva tenho pouco, assumo, é só mesmo quando me apetece.

  19. Dário diz:

    Prontos. O passivo, agora, sou eu. Ana, oK, “estou como diz o outro, não só mas também.”

Os comentários estão fechados.