Sebastianismos

Já percebi porque é que o S.L.Benfica é o clube de seis milhões de portugueses: é o que melhor incarna as valores pátrios, entre os quais avulta o sebastianismo. Viveu durante anos no “mito do novo Eusébio”, à espera de encontrar, de preferência a custo zero, um diamante em bruto que fosse o seu novo “abono de família” e o levasse de volta à glória dos anos 60. Agora, mais modestamente, excita-se com a chegada de Camacho, que é o novo salvador da pátria encarnada: mal voltou, num só dia venderam-se mais bilhetes do que nas duas semanas anteriores e disseram-me (não confirmei) que quatro mil tipos tinham comprado uma camisola oficial do clube para poderem assistir ao primeiro treino do homem no Seixal. É comovedor.

Sobre António Figueira

SEXTA | António Figueira
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 respostas a Sebastianismos

  1. Lino José diz:

    Pois é. Também lá estive. E não eram 4 mil, eram mais.

    Agora, as conclusões que você tira desse facto são suas.

    Vem para aqui cheio de arrogância intelectual só porque mais de 4 mil pessoas resolveram ir ver um treino do clube de que gostam, porquê ? Acha-se superior a qualquer de nós que lá estiveram ? Ou isso será um ódiozinho clubistico mal disfarçado ? Ou um complexo ideológico mal resolvido ?

    O Benfica anda à procura de um novo Eusébio a custo zero ? Mais uma vez é algo que você, e só você, consegue depreender porque eu nunca ouvi isso da boca de nenhum responsável benfiquista, nem vi escrito em lado nenhum.

    O Benfica, como qualquer clube, procura os melhores jogadores ao melhor preço possível. Ou será que isso é condenável ?

    Olhe, volte-se mas é para a Festa do Avante, porque eu já vi escrito, e ouvi da boca de dirigentes, que uma boa parte daquilo é feito à custa de trabalhadores a custo zero.

  2. António Figueira diz:

    Caro Lino José,
    Eu não sei do que gosto mais em si: se da inteligência, se do sentido de humor.
    Volte sempre.
    AF

  3. joséjosé diz:

    “se da inteligência , se do sentido de humor”
    Oh! António . Qual é a duvida ? Atão nã ve que o home diz responsabele benfiquista?

  4. Sérgio diz:

    Caro António,

    Sendo eu por acaso benfiquista e português fico mais ou menos incomodado com estas leituras do problema «pátrio» porque têm o seu núcleo de verdade sobretudo quando, quer na bola quer no país, os resultados não aprecem por muito que se corra.
    De qualquer forma, atrevo-me a sugerir que os males do SLB e do país são uma espécie de causa efeito de um execsso de discurso de identidade.
    Cumprimentos,
    Sérgio.

  5. faz décadas que os teóricos do racionalismo tentam, em vão, descodificar o genoma das paixões. Quando a fidelidade se junta à alienação não há escriba que o entenda. Ah, somos grandes porque de nós se ocupam. Fiquem bem.

Os comentários estão fechados.