Cinco frases escolhidas

O Verão é mau conselheiro e estou com pouca vontade de postar. Pretendo explorar os leitores. Mandem as cinco melhores frases de livros e filmes que se lembrem. Cá ficam as minhas:
1. “Não construam monumentos que não possam derrubar”, Wilhelm Reich.

2. “Sou um estrangeiro para a polícia, para Deus e para mim mesmo”, Cioran.

3. “Aquele que deseja e não age engendra a peste”,William Blake

4. “Ou te vens já ou vamos almoçar”, realizadora e mulher de Mario Salieri para actor porno D. Fernando, em plena “crise criativa”.

5. “Sabes por que é que estás a acordar? É porque acabei de te cortar a garganta”. Jack Nicholson para Marlon Brando no “Duelo de Gigantes”.

 

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 respostas a Cinco frases escolhidas

  1. l.rodrigues diz:

    Ia jurar que o titulo português do filme no ponto 5. é “Duelo no Missouri”.

  2. Lololinhazinha diz:

    1. “I think this is the beginning of a beautiful friendship” – Rick, Casablanca
    2. “A única maneira de se libertar de uma tentação é entregar-se a ela”-Oscar Wilde
    3. “Algumas pessoas procuram os padres, outras a família, eu procuro os meus amigos” . Virginia woolf

  3. Luísa diz:

    esta espécie de quiz é um bocado relativo, lembrei-me destas agora, se calhar, noutra altura, lembrava-me de outras…

    if at first the idea is not absurd, then there is no hope for it – albert einstein

    que és tu? Um fio que ato à volta da cabeça – joão rodrigues e mário de cesariny

    never underestimate the power of denial – in beleza americana, o filho a propósito do pai homófobo)

    le désespoir est une forme supérieure de la critique – leo ferré

    somos antepassados de nós mesmos – sócrates(*)

    (*) não é o PM, é o outro, se bem me lembro das aulas de filosofia, que foram frequentadas por um antepassado de mim. De qualquer forma, a frase é boa para reflexão por qualquer membro de um dos partidos do “centrão” da alternância democrática.

  4. Pingback: cinco dias » O filme da minha vida, parte III

  5. Ana Mouta diz:

    “I didn’t want to shoot the death scene”. Resposta de Antonioni quando Jack Nicholson lhe perguntou porque é que decidira fazer a célebre sequência final de “Profissão: Repórter”, em que parece que a câmara atravessa as grades da janela do quarto.

  6. carmo da rosa diz:

    Richard Dawkins em The God Delusion
    O ‘Intelligent Design’ reflecte uma maneira fundamentalmente não científica de pensar. Os adeptos desta teoria procuram brechas no conhecimento e estão convencidos que só Deus as pode preencher. Mas à medida que a ciência progride, as brechas são cada vez menores, e o Criador fica sem espaço onde se possa esconder.

    Bernard-Henri Lévy em American Vertigo
    A minha ideia de Deus é que quanto mais longe nas profundezas dos céus Ele se encontrar, melhor é para os crentes.

    Jessica Stern em Terror in the Name of God
    A Religião talvez torna as pessoas boas ainda melhor, mas não faz com que as pessoas más se tornem automaticamente boas – pode até torná-las ainda pior.

    Walid Shoebat (ex-terrorista da PLO) em A Testimony of Faith to Redemption
    Os fundamentalistas cristãos dão-nos dores de cabeça, é verdade, mas os fundamentalistas islâmicos cortam-nos a.

    Aba al Ala al Marri (Poeta Sírio do século dez)
    Os judeus, os cristãos e os muçulmanos andam todos enganados. Só existem dois tipos de pessoas ao cima da terra. Com juízo e sem religião e sem juízo e com religião.

  7. Ana Matos Pires diz:

    “I would prefer not to”, Bartleby (Herman Melville)

  8. «Empregue atrasados mentais. É giro vê-los trabalhar» – citada por James Michener na sua obra ‘The Driffters’.

  9. samuel mor diz:

    Ena! Essa aí! Tão ácida! E logo ao lado – sim, em ‘The Driffters’ do mesmo James Michener – e também citada por ele… logo aquela outra… ‘A paz é preferível à guerra… porque na paz os filhos enterram os pais; enquanto na guerra são os pais que enterram os filhos’ … pronto… esta já não refere acidez nenhuma, pois não?… Bom… e se calhar esta teve um ‘Blow up’ qualquer por via…

Os comentários estão fechados.