Uma estrela que cai

rorty_sup.jpg

A morte de Rorty assinalada pelo Ivan  

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 respostas a Uma estrela que cai

  1. Julia W diz:

    RIP 🙁

  2. António Figueira diz:

    O link para o Ivan leva, entre outros, a um link para um obituário do Rorty pelo Habermas que, por sua vez, inclui um link para uma edição in extenso de um texto autobiográfico do Rorty, chamado “Trotsky and Wild Orchids”, que vale muito a pena ler; consta de um livro de ensaios dele, de há uns 8 ou 10 anos, chamado “Philosophy and Social Hope”, que tem uma capa muito engraçada (na edição paperback, pelo menos) e que ainda há relativamente pouco tempo se vendia ao desbarato, por duas ou três libras, nas livrarias que vendem fundos de edição em Inglaterra; quem ainda encontrar um, é deitar-lhe a mão, que faz bom negócio.

  3. chateado diz:

    mais um posmoderno que vai, não faz muita falta

  4. Pingback: cinco dias » A batuta intrépida do Dr. Von Krafft-Ebing

Os comentários estão fechados.