Usado mas não abusado

olho.jpg

Está uma feira do livro manuseado, da Cotovia e outras editoras (mas essencialmente da Cotovia), no Largo da Misericórdia em Lisboa, pelo menos até amanhã (das 3 da tarde às 11 da noite). É uma bela iniciativa, até porque a Cotovia publica muitos livros bons mas caros, que assim posso comprar. Convém só notar o seguinte. Há uma diferença entre livro «manuseado» e livro estragado, e a Cotovia vende nesta feira alguns livros com páginas rasgadas (e sabendo que o faz). Acresce que os preços sofrem da maior volatilidade – comprei Claro Enigma, de Drummond de Andrade, por cinco euros há dois dias, mas hoje custava sete em estado de conservação idêntico (ou mesmo um pouco pior). Continua a valer a pena passar pela feira, se for em caminho e se se dispuser de 10 minutos (chega). Mas de olhos abertos.

Sobre Ivan Nunes

QUINTA | Ivan Nunes
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.