Está aí alguém?

(Correio da Manhã, 3 de Abril)

 

Para além do mentecapto estereótipo “mulher bonita mas burra”/”homem estafermo mas esperto”, o reality show transmite um outro preconceito. Um imbecil cliché sobre as relações entre elas & eles.

É mais ou menos como os ditos “os homens preferem as louras” e “é dos carecas que elas gostam mais”. Isto é, os homens, supostamente, preferem uma mulher bonita do que uma mulher inteligente. Já as mulheres escolheriam os homens mais em função da sua inteligência do que da sua aparência. Sim, já sei que o objectivo é que elas fiquem menos burrinhas e eles menos trambolhos. Mas isso serve apenas para que os espectadores possam gozar o prato e se sintam superiores. O que fica é a imagem de que a eles basta um objecto sexual, enquanto elas não têm desejo físico.

As nove semanas da Bela & o Mestre são uma fantasia masculina, como a maioria das que vão passando pelo televisor. Parece que ainda há quem precise de viver nessa ilusão.

Sobre Joana Amaral Dias

QUARTA | Joana Amaral Dias
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.