Cine-Educação

Autor: Edgar Pêra

Em 1996 “ministrei” um semestre na Escola Superior de Teatro e Cinema, ainda situada em pleno Bairro Alto. Na primeira aula desafiei os alunos a pegarem nas câmaras de vídeo. Apareceram com duas câmaras, por desempatocar há seis meses. Uma estava avariada. Os preconceitos contra a utilização do vídeo no cinema estavam bem vivos no coração de muitos. A cine-plebe ainda estava por ser admitida. Durante seis meses trabalhámos neste e noutros pequenos filmes destinados ao espectáculo dos finalistas de Teatro, por proposta do professor, José Wallenstein. E ao que parece foi a primeira (e única?) vez em que os alunos de Teatro e Cinema colaboraram desta forma. Cada aluno filmou um plano, inspirado numa das frases de “O Dia do Músico” de Erik Satie. A voz foi gravada mais tarde, depois do filme ter sido exibido, com narração ao vivo de José Wallenstein, no Festival X – Ginjal.



Click To Play

Sobre Joana Amaral Dias

QUARTA | Joana Amaral Dias
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.