Bater no ceguinho?

 

 (Correio da Manhã, 26 de Março)

A Comissão para a Igualdade e Direitos das Mulheres apresentou ontem à Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERC) uma queixa contra A Bela e o Mestre, solicitando a sua suspensão. A justificação é óbvia: “um nítido atentado às mulheres”. Violação de princípios constitucionais e de documentos internacionais subscritos por Portugal. Como o nosso país também tem um certo princípio de vagareza, só daqui a um mês é que a ERC tem de decidir. O prazo coincide com o fim da primeira série do programa, o que torna tudo muito conveniente, para não dizer estereotipado. Mais patética ainda é a resposta de Piet Hein, director da Endemol: “o programa “descontrói os estereótipos pela caricatura”. Está-se mesmo a ver. Um programa onde os “pretos” sejam retratados como macacos primitivos e os “brancos” como lordes civilizados, ou um programa onde os velhos e os deficientes sejam exibidos como trapos dispensáveis e os novos e saudáveis como deuses, descontrói uns estereótipos do caraças. Hein é bela, sim senhora.

Sobre Joana Amaral Dias

QUARTA | Joana Amaral Dias
Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

Uma resposta a Bater no ceguinho?

  1. pombal diz:

    sem comentarios… espertalhona, não?

Os comentários estão fechados.