Saldos e convites da época

20070307elpepunac_22.jpg

Hoje à noite, tenho a felicidade de participar num debate com Ana Gomes, Freitas do Amaral, Mário Soares e Joana Amaral Dias. Será na Associação 25 de Abril, às 21 horas, e tratará os 4 anos da guerra do Iraque e a crescente tensão internacional entre os Estados Unidos e o Irão. Considerem-se todos convidados.

Nuno Ramos de Almeida

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

11 respostas a Saldos e convites da época

  1. Ezequiel diz:

    Aint she a charmer!?!

    transformou centenas de milhar de mineiros em pequenos empresários…

    seria um prazer participar no “debate” (grande pirueta hermeneutica)…se fosse possivel

    divirtam-se…com a melodia monotonica

  2. Ezequiel diz:

    ou com o silencio do consenso

  3. Ezequiel diz:

    já agora (desculpem lá, sou mesmo chato)

    Pergunta dirigida aos distintos-as participantes.

    Poderiam fazer o favor de caracterizar detalhadamente a insurreição? Quem são os responsáveis pelos ataques terroristas a civis inocentes? O que é que eles defendem?

  4. Nuno Ramos de Almeida diz:

    Ezequiel,
    Decide-te. A semana passada querias ver o debate transmitido na net. Agora achas uma monotonia. Em quê que ficamos?

  5. Ana Anes diz:

    Eu adoraria, mas estou a tentar adivinhar qual será a capa da Focus de amanhã e isso vai-me tomar a noite toda, uma maçada, é o que é.
    aanes

  6. Ezequiel diz:

    Caro Nuno

    Eu gostaria muito de ver e ouvir o “debate.” Mas só se for pela net porque, como deves imaginar, não possuo os poderes de locomoção do bananaman para poder ir a Lisboa para assistir ao encontro. Não conheço as tua posições sobre a guerra etc. Conheço as posições, amplamente divulgadas, de todos os outros participantes. A ultima vez que consultei o dicionário e procurei a palavra debate não encontrei o seguinte significado: um encontro de pessoas que concordam. Poderás afirmar, recorrendo ao significado mais trivial de “debate”, que se trata de uma “sessão de esclarecimento” , de uma mera conversa. Penso que “debate” é outra coisa, bem diferente. Mas, não obstante, gostaria de assistir, live, às divagações e especulações dos distintos participantes. Devo confessar que, em outras ocasiões, já tive oportunidade de os ouvir-ver na Telev Portuguesa e que não fiquei muito bem impressionado…Sinto uma certa aversão às dicotomias simples, à militância moralista…aos pedestais celestiais… Mas, evidentemente, esta é uma opinião de um mero blogonauta (que, diga-se, Vos visita diariamente e que muito aprecia os Vossos textos etc) Gostaria de assistir e de participar..é assim a democracia, não é?! Tenho a certeza que não seria o único. Eu suponho que vai ser uma monotonia porque conheço as posições dos participantes. Simple as that, Caro Nuno. Seja como for, desejo-te o melhor e espero que, honrando o espirito critico, considerem a problemática com o rigor que ela merece. Caro Nuno, sobre este assunto, já decidi há muito o que pensar.

    Abraço para ti Camarada!
    Ezequiel

  7. Ezequiel diz:

    Podes gravar o debate e fazer o upload mais tarde, não??!?!?!??!?!? 🙂

  8. Ezequiel diz:

    correcçao: debate: uma conversa de pessoas que concrdam

  9. O Iraque é o atoleiro mais ignóbil criado pela mente policiesca de um bushianismo trôpego e irascível; só a saída de todos os americanos e ingleses de lá poderá gerar um mínimo de pacificação. Contudo, a sua saída implicará o preenchimento de um vazio que poderá ser feito pela ONU. Só com capacetes azuis, de preferência da região, se poderá saír daquele atoleiro. Já agora, para quando a criação de um exército que possa efectivamente “fiscalizar” desmandos a nível supra-nacional?

  10. Sgtz diz:

    Humm… um dirigente partidário que é director executivo de uma publicação de um grupo cor-de-rosa? Será que dava um bom debate?

  11. Nuno Ramos de Almeida diz:

    Caro Sgtz,
    Lamento desiludi-lo. Já não sou dirigente partidário.

Os comentários estão fechados.