Tarefas muito complicadas

O dia está muito difícil. Um malfadado especial do Esquerda obriga-me a fazer uma directa. Graças a Deus e ao Pai Natal que o João Paulo Cotrim mandou uma prenda à Carolina e ao Jorge Nuno. Mais tarde, vou colocar alguns artigos. Para já fica a demonstração que há quem tenha profissões muito incompreendidas no mundo. Who?

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.

6 respostas a Tarefas muito complicadas

  1. Caro Nuno,

    Não sei se te interessa, mas deixo aqui um link para umas lectures do Zizek (5 das quais são da sua master class no Birbeck em Londres, 2006). É Zizek no seu melhor (ou pior, consoante os gostos)!

    http://rabelais.socialtools.net/

    Cumprimentos,
    Joao Galamba

  2. Ezequiel diz:

    Caro João,

    Ouvi, com mt atenção, a “performance” do zizek. Perdoa-me a petulancia (bem, que se lixe! Estou-me a borrifar para o zizek) mas este petit griffon é um fenomeno mediático(isto é, substância…passou-lhe ao lado) superficial. Se desejares, escrevo aqui uma critica dos argumentos que ele apresenta aqui(neste colóquio).

    Primeiro, zizek confunde a experiencia ética (intimista, de Levinas) com a ética como principio filósfico-politico (como estrutura normativa de uma polis).

    Deconstruction, tal como foi pensada por Derrida, NUNCA foi um sistema de ABSOLUTE otherness. Além disso, o conceito de differance não tem rigorosamente nada a ver com uma promessa messiánica (ou seja, com um ought to be or um coming-to-be temporal)

    Gostaria de continuar mas, sinceramente, não quero parecer petulante ou impertinente. Estas coisas das collages acabam assim: com uma collage frenética dos restos do jantar de ontem…pois bem, eu detesto restos! Que seca este zizek…é um voyeur filosófico…salta de derrida para levinas para x para y…philosophical prostitution!

    What a joke!

    Sabes o que é que eu não compreendo: Que este frenético seja adorado? Estou farto de collages….COLLAGES COLLAGES…FUCK COLLAGE!

  3. Ezequiel diz:

    Vale mais a pena ler este livrinho modesto do que a obra inteirinha do chato do zizek…é um contorcionista num circo…Critchley é um puto fascinado com um mundo fascinante (mt mais honesto e frutifero)

    seja como for, aqui fica a o livrinho…

    http://www.amazon.co.uk/Little-Almost-Nothing-Simon-Critchley/dp/0415340497/sr=1-7/qid=1167021368/ref=sr_1_7/026-9249284-1731629?ie=UTF8&s=books

  4. Ezequiel diz:

    Gasché, Rodolphe, The Tain of the Mirror: Derrida and the Philosophy of Reflection. Cambridge, MA: Harvard University Press, 1986.

  5. Ezequiel diz:

    http://www.hydra.umn.edu/derrida/media.html#audio

    A apresentação “Perhaps…maybe”..vale a pena!

Os comentários estão fechados.