Sentido do timing

Pinochet morreu no Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Sobre Rui Tavares

Segunda | Rui Tavares
Este artigo foi publicado em cinco dias, Rui Tavares. Bookmark o permalink.

6 respostas a Sentido do timing

  1. Nuno Ramos de Almeida diz:

    Primeira vez que o dia dá boas notícias… e eu que pensava que tu só ias postar às duas da tarde.

  2. o pinocho inspirou-me.

  3. max diz:

    Mais outro ditador a contribuir para a cada vez maior colecção de cavalheiros que escapam à justiça. Já tinha ido Alfredo Stroessner…agora este….

  4. agitador diz:

    no outro dia vi o seu “choque ideologico” com um individuo cujo nome não me lembra, mas fiquei boqueaberto a forma quase desculpabilizante como ele tratou as intervenções (segundo ele, anti sovieticas) na america latina.

    o que será que ele acha do pinochet: “um mal menor”?

    é pena o pinochio ter morrido sem enfrentar a justiça, entretanto o chile tem de aturar os lunaticos defensores desse “grande estadista”, e por cá os elogios ao grande capataz dos boys de chicago.

  5. Sérgio diz:

    Bem lembrado. E a amiga do general, a «Iron Lady», será que também se apercebeu da ironia?

  6. Sérgio diz:

    Parece que a Thatcher (que alguns corifeus versão portuguesa da «liberdade ideologizada» idolatram) se sente consternada pela morte do tirano. Tem todo o direito a chorar um amigo, mas não deixa de ser suficientemente revelador as escolhas «musculadas» dos intrépidos adversários do «totalitarismo colectivista» para amizades e alianças políticas. Depois ainda se ufanam de serem fiéis defensores dos direitos humanos. Hayekianices…

Os comentários estão fechados.