O sucesso de Hitler no WC

O desenho animado “Adolf-Ich Hock in meinem Bonker”Adolfo: estou sozinho no meu bunker”, desenhado por Walter Moers, já foi visto por mais de 5 milhões de internautas.
Na Alemanha, há quem se indigne e afirme que o filme “branqueia” o nazismo. O autor reage bem humorado e garante ser impossível humanizar o nazismo. Moers justificou, à televisão alemã ZDF, a escolha de Adolfo: “Nós só temos na Alemanha dois ícones pop utilizáveis em nível internacional: o papa e Adolf Hitler. No caso do papa, é preciso pagar direitos à Igreja Católica; no caso de Hitler, o uso é gratuito”.
O aproveitamento de Hitler e de outros dirigentes Nazis na obra de Moers é já uma tradição. Numa série de livros de banda desenhada, que venderam milhões de exemplares, o autor desenhou Hitler a viver nos esgotos de Berlim, Goering como travesti e Michael Jackson no meio disso tudo.
Para apreciação dos leitores do 5 dias, cá fica o Hitler no seu bunker (versão em Inglês).

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , . Bookmark the permalink.

Uma resposta a O sucesso de Hitler no WC

  1. Pedro diz:

    Quando é que surgirá o primeiro facínora a considerar que aqui também poderia estar o Salazar ou o Sócrates, pois afinal são a mesma coisa e o nome dew ambos começa por S…

Os comentários estão fechados.